Ex-governador Daniel Pereira rechaça fala de Marcos Rocha sobre saúde financeira do Estado




Governador Daniel Pereira e o atual adjunto da Sefin, Ono Franco

PORTO VELHO-O ex-governador de Rondônia, Daniel Pereira (PSB), rechaçou as informações dadas pelo atual governador Marcos Rocha (PSL), em recente entrevista concedida à SIC TV (Rede Record). Marcos Rocha afirmou na ocasião que teria sido pego de surpresa com o orçamento estadual de 2019, no qual haveria previsão de 120 milhões na saúde, 100 milhões na segurança, mais o pagamento da dívida do Beron, com valor de 17 milhões mensais, totalizando deficit 400 milhões de reais, buscando justificar as dificuldades de sua gestão ao término dos primeiros 90 (noventa) dias de governo.

Como o governador disse que herdou uma situação financeira caótica, com deficit orçamentário de R$ 400 milhões, o ex-governador Daniel Pereira criticou o posicionamento do atual mandatário. Daniel lembrou em nota de esclarecimento abaixo, que “quando da realização do segundo turno das eleições para governador, por manifestas disposições legais, a proposta de orçamento para o ano de 2019 já se encontrava na Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia”.  Pretendendo fazer uma transição transparente e mostrar a real situação financeira do Estado, Daniel Pereira disse que Marcos  Rocha não mostrou quaisquer interesse em saber,  posto que, “imediato às eleições, foi disponibilizado abertura total para os ajustes que o novo governador achasse necessário na proposta orçamentaria de 2019”. De acordo com Daniel Pereira, Marcos Rocha nunca foi ou determinou que algum assessor seu procurasse a Assembleia Legislativa para discutir tal assunto.

“Além do estranho desinteresse do atual mandatário estadual quanto ao orçamento de 2019, é de conhecimento de todos que ele somente veio nomear seus secretários no dia 4 de janeiro de 2019, deixando o estado totalmente acéfalo durante três dias, pois
sequer ele se encontrava em Rondônia, em situação inusitada”, destacou Daniel Pereira.

Leia também:

Marcos Rocha aponta deficit de R$ 400 milhões mas mantém 50% do staff econômico de Confúcio Moura

Leia a nota de Daniel Pereira na íntegra (clique na imagem para navegar):

19669
Facebook Comments