Número de suicídios em Guajará preocupa presidente da Asfag

0
294

PORTO VELHO- O presidente da Associação de Famílias e Amigos de Guajará (Asfag), Francisco Assumpção, expressou preocupação com o número de suicídios ocorridos em Guajará-Mirim (RO). Segundo Assumpção, os seguidos suicídios que vem ocorrendo em Guajará-Mirim estão causando tristeza nos lares das famílias da Pérola do Mamoré.
“Pela quantidade de ocorrências nos últimos anos algo já deveria ter sido feito”, disse Assumpção. Numa postagem no Facebook, Francisco Assumpção enumerou algumas causas de suicídios que poderiam ser evitados

1-A solidão (isolamento, angústia, silêncio…);
2-Depressão (a pessoa se isola, chora muito, fica irritadiça, não sente mais prazer nas atividades que antes lhe agradavam, prefere não falar sobre seus sentimentos, não confia em ninguém);
3-Doenças ou Saúde Precária (HIV, transtornos mentais, câncer, etc).
4-Problemas conjugais e de relacionamentos (brigas recorrentes, falta de amparo, fim de um relacionamento, discussões frequentes, divórcio e separação podem levar uma pessoa ao suicídio);
5-Aperto financeiro ou Profissional (Problemas no trabalho, desemprego e perda do status socioeconômico).


Existem outras causas como o Bullying, luto ou perdas afetivas, timidez, abuso nas drogas, problemas na adolescência. “Vimos observando que algumas pessoas se utilizam dos meios sociais de f
orma inadequada. A internet é livre, democrática, mas algumas regras do bom costume e de convivência em comum devem ser respeitadas, principalmente em grupos do WhatsAap; por exemplo: as cenas dos suicídios são mostradas em detalhes, às vezes a pessoa ainda dependurada na corda, registros desnecessários que chocam. Um choque brutal e desrespeitoso para com a família do ente perdido. Aqui em Porto Velho, ouvimos falar, a imprensa tem um acordo com a Saúde para não divulgar a fim de que não haja incentivo. Um exemplo que sugerimos por nos parecer muito próprio”, disse Assumpção.

 

Facebook Comments