Miss que zombou de entregador se defende: “Minuto de deslize”

Depois da enorme repercussão negativa que conseguiu ao postar um vídeo criticando um entregador da UberEats, a estudante de fisioterapia Bruna Reis Figueiredo, 21 anos, divulgou uma nota em suas redes sociais admitindo estar arrependida do fato. Entre outras coisas, afirma ter agido imaturamente e classifica a publicação do vídeo como um “momento de deslize”.

“Imaturamente, eu fiz uma brincadeira pela demora com que às vezes a empresa Uber costuma realizar as entregas (devido ao trânsito e afins). Aquela brincadeira que em um minuto de deslize fazemos (sim, todos fazemos) e que infelizmente tem um peso atormentador”, afirmou.

Tudo começou na quarta-feira (24/10/2019), quando ela subiu em seu perfil do instagram um vídeo em que mostra o entregador pedalando com esforço para subir uma ladeira em Cuiabá. Na filmagem, Bruna fala coisas como é o “famoso ‘quem não tem cão caça com gato’” e “Não acredito. Está ruim para você, está ruim para mim, está ruim até para o Uber Eats. Olha isso daqui”. Também zomba dizendo que os lanches estão atrasando por causa de entregas de bicicleta.

O “deslize” custou caro. Além de estar sendo alvo de várias críticas, ela perdeu o título de Miss Campo Novo Parecis, que havia obtido em concurso realizado neste ano e ficará de fora da disputa pelo Miss Mato Grosso. Na sexta-feira (25/20/2019), os organizadores do evento divulgaram nota dizendo que o título dela será cassado, pois a atitude da estudante teria ferido os princípios que regem a disputa.

“A organização repudia qualquer atitude discriminatória ou que deprecie outro ser humano. Tal conduta não é condizente com a função assumida ao conquistar a coroa que ela representa. Lamentamos o ocorrido e reiteramos nosso compromisso, seriedade e respeito que o Concurso Miss Mato Grosso tem com a sociedade mato-grossense”, diz trecho da nota oficial divulgada.

Em seu pedido de desculpas, a estudante de fisioterapia diz que ela própria está sendo vítima de preconceito. “Infelizmente vivemos em uma sociedade completamente preconceituosa, onde julgar, difamar, criar outras versões de fato é bem mais fácil, porque sabemos que essas coisas de rede social são um prato cheio para semear ódio, e que não importa quanto certo tenha feito até aqui, porque um único erro é o que define a base para opinião alheia”, afirma a nota.

Nota de esclarecimento e pedido de desculpas de Bruna Figueiredo

“Primeiramente venho respeitosamente me redimir diante do ocorrido, e estou à disposição em me posicionar a respeito do fato, desatando uma grande polêmica nas redes sociais, para ambos os lados.

Me chamo Bruna Figueiredo, tenho 21 anos, sou acadêmica, curso o 6° semestre de fisioterapia, e atualmente resido na cidade de Cuiabá, para fins de estudo do nível superior, onde tenho ajuda financeira de meus pais.

Participei de um concurso de Miss Mato Grosso 2019, representando o município de Campo Novo de Parecis, a cidade da qual eu passei a maior parte da minha vida e admiro muito. Depois deste título, a qual batalhei muito para alcançar, continuei minha trabalha pra conquistar meu espaço, e estava em um caminho muito produtivo, graças a Deus.

 

Fato é que, após a repercussão do caso, pesquisei sobre a empresa Uber Eats, que até então eu não sabia do que se tratava, entendi que é um sistema novo de entregas, no qual se pode fazer a pé, de bicicleta, enfim, são entregas a lugares próximos dos restaurantes e que tem funcionado muito bem desde que o sistema foi lançado.

Só que, imaturamente, eu fiz uma brincadeira pela demora com que às vezes a empresa Uber costuma realizar as entregas (devido ao trânsito e afins). Aquela brincadeira que em um minuto de desliza fazemos (sim, todos fazemos) e que infelizmente tem um peso atormentador.

 

Por isso não gera polêmicas, críticas, seguidores, comentarias, não vira notícia não dá ibope, pois é isso que circula em extrema velocidade.

Eu lamento profundamente pelo fato, apesar de jamais haver maldade em meu coração quanto ao que postei, sei que a interpretação é individual, e respeitando e entendendo isto, de ter me expressado de mal forma, pois não foi minha intenção debochar ou zombar com o rapaz, seu meio de transporte, ou do emprego que exerce.

 

Mas infelizmente vivemos em uma sociedade completamente preconceituosa, onde julgar, difamar, criar outras versões de fato é bem mais fácil, porque sabemos que essas coisas de rede social são um prato cheio para semear ódio, e que não importa quanto certo tenha feito até aqui, porque um único erro é o que define a base para opinião alheia.

Peço minhas sinceras desculpas. Principalmente ao rapaz que não tenho conhecimento e que foi o protagonista desde transtorno, agradeço de todo coração à Deus e a minha família, e a todos que estiveram ao meu lado, apoiando, que conhece minha índole, e a todos que tiveram algum envolvimento de forma direta ou indireta de todo esse triste desfecho.

Mediante a situação a qual estou vivendo, foi um aprendizado e está sendo, para eu me tornar uma pessoa ainda melhor. Minhas redes sociais estão desativadas temporariamente devido ao meo aborrecimento da minha integridade, desde então alguns fakes foram criados.

Desde já agradeço a compreensão de todos. Att. Bruna Figueiredo

Facebook Comments