Empresários de Porto Velho reclamam de tantos feriados e pontos facultativos

0
167

A Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Rondônia, FACER, publica carta demonstrando críticas a edição de tantos feriados e pontos facultativos em Porto Velho, mais do que no interior. Os empresários reclamam que além da alta carga tributária, a redução de dias úteis e todos os obstáculos que a atividade empresarial enfrenta  prejudicam o comércio local.

CARTA ABERTA

                        SOBRE FERIADOS E PONTOS FACULTATIVOS EM RONDÔNIA

Em defesa do setor produtivo estadual

Neste mês de janeiro, o empresariado rondoniense recebe com descontentamento o decreto 23.590/19 do Governo do Estado de Rondônia, que sacramentou a sexta-feira, dia 25 de janeiro, PONTO FACULTATIVO em Porto Velho, pois no dia anterior comemora -se o aniversário de emancipação desta Capital.

Ainda que o feriado e o ponto facultativo sejam apenas nas repartições públicas e empresas de Porto Velho, os reflexos se estendem pelos outros 51 municípios de Rondônia e seus distritos, pois muitos serviços dependem de consulta, pareceres, ações e deliberações de suas respectivas representações que estão na Capital, que estarão sob o efeito do referido decreto.

Numa rápida conta, os empresários de Porto Velho terão apenas 19 dias úteis em janeiro, enquanto nos municípios do interior do Estado serão 21 dias úteis (na Capital serão 4 domingos, 4 sábados, 2 feriados e 2 pontos facultativos; enquanto no interior serão 4 sábados, 4 domingos, 1 feriado e 1 ponto facultativo).

Diante dessa situação, a Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Rondônia, FACER, vai continuar trabalhando para que os empresários rondonienses superem a alta carga tributária, a redução de dias úteis e todos os obstáculos que a atividade empresarial enfrenta.

Rondônia, 23 de janeiro de 2019.

Francisco Hidalgo Farina
Presidente FACER
Triênio 2019/2021.

Facebook Comments