PORTO VELHO-O cientista político João Paulo Viana se antecipou às negociações e crava que o ex-candidato a prefeito de Porto Velho, Vinícius Miguel (Cidadania), poderá vir a apoiar a candidatura à reeleição de Hildon Chaves (PSDB). “2° turno é sempre uma nova eleição. Hildon Chaves (PSDB) tem uma boa vantagem, mas não há nada decidido. Ainda que sua rejeição tenha caído, é superior ao número de eleitores que não votariam de jeito nenhum em Cristiane Lopes (PP). Ademais, Leo Moraes (PODE) e o apoio evangélico à Cristiane podem contribuir para acirrar ainda mais a disputa. Mas se Hildon angariar o apoio de Vinicius Miguel (CID), a fatura está liquidada para o PSDB. De fato, Vinicius pode ser o fiel da balança desse segundo turno”, postou ontem JP Viana, que sempre acerta em suas projeções.

Um internauta interagiu na postagem de JP Viana: “Observando o perfil dos eleitores, eu percebo que o eleitorado do Vinícius será adepto em sua maioria a votar no Hildon por pragmatismo. Só aí já são quase 50% dos votos válidos computados no primeiro turno, postou. Outro postou o seguinte: ” Leo Moraes, vai apoiar uma candidata que acredita que que professores das escolas municipais doutrinam alunos para práticas comunistas quando na verdade os professores tem uma batalha diária pela falta de condições do ensino público. Isso é vergonhoso, cara”.

O candidato Vinícius Miguel ainda não se pronunciou, mas, o apoio à Hildon Chaves poderá até ser uma vingança contra Léo Moraes (Podemos) que apoiou Cristiane Lopes (PP) na reta final e o tirou do segundo turno.

Ramon Cujuí (PT), Samuel Costa (PCdoB), Pimenta de Rondônia (PSOL), devem ficar neutros no segundo turno. Breno Mendes (Avante), Eyder Brasil (PSL) e Pastor Luz (PRTB), tendem a apoiar Cristiane Lopes (PP). Já Pimentel (MDB), Garçom (Republicanos), Coronel Flores (CDD), tendem apoiar Hildon Chaves.

Fonte: Mais RO

Facebook Comments