DESTAQUE NACIONAL – Pecuária rondoniense é uma das grandes apostas de negócios da 7ª Rondônia Rural Show

    0
    252
    O Governador de Rondônia, Daniel Pereira, visitou o espaço de exposição de bovinos do Sítio Don Enrique


    Melhoramento genético, consórcio sustentáveis e tecnologia de ponta impulsionam pecuária rondoniense que é uma das grandes apostas de negócios da 7ª Rondônia Rural Show realizada no município de Ji-Paraná até sábado (26). O Estado tem o sétimo maior rebanho do país. ‘‘Cresceu em quantidade e qualidade’’, aponta o governador de Rondônia Daniel Pereira em visita ao espaço de exposição de bovinos na feira.

    ‘‘Mas podemos melhorar mais ainda. Aqui, por exemplo, o rebanho de um dos expositores tem vaca que dá 15 litros de leite por dia, enquanto a média é 5 litros por cabeça. Uma vaca dessa vale por três. O produtor precisa ter consciência disso. O mesmo acontece com a pecuária de corte. É preciso investir em ciência, tecnologia, melhoramento genético, isso faz com que a gente ocupe menos espaço e produza mais e a Rondônia Rural Show ajuda a fomentar tanto o gado leiteiro como o gado de corte com qualidade’’, disse o governador.

    Estado tem o sétimo maior rebanho do país e a Rondônia Rural Show deve fomentar negócios envolvendo a pecuária rondoniense

    De acordo com o coordenador de Agropecuária da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Regularização Fundiária (Seagri), Júlio Peres, antes da abertura oficial da feira um proprietário já conseguiu vender cinco touros na rodada de negócios da Rondônia Rural Show e na edição passada teve um proprietário de uma fazenda que conseguiu vender 17 animas durante a feira. ‘‘Esse ano não será diferente, temos as melhores expectativas’’, afirma Júlio.

    Para o coordenador, os animais expostos na feira tem garantia de produtividade e rentabilidade. O que, segundo ele, é resultado não só da pujança do Estado que tem vocação para este tipo de produção, mas também a visão de investimento dos produtores. ‘‘Isso vem agregando tecnologia tanto no modo de produção quanto em características raciais’’, afirma Júlio.

    O coordenador de Agropecuária da Seagri, Júlio Peres, diz que animais expostos na feira tem garantia de produtividade

    Uma pecuária que avança com sustentabilidade.

    ‘‘Há um processo de recuperação de solo que é o Lavoura-Pecuária que agora está evoluindo para integração Lavoura-Pecuária e Floresta. São ambientes que é possível passar o ano inteiro produzindo, o que faz com que a rentabilidade do produtor aumente. E isso é fruto de um processo de mudança porque há até um passado não muito distante o criador de boi só sabia criar boi e o plantador de soja só sabia plantar soja. Agora se quiser ser bem sucedido tem que saber ter uma produção diversificada e isso é uma evolução muito grande’’, assegura o governador.

    Agora Rondônia aposta na otimização das áreas de produção. ‘‘Nós estamos com 350 mil hectares de lavoura de alta precisão, está melhorando a produção de grãos e o rebanho do Estado está também está aumentado porque os fazendeiros estão aprimorando seus métodos de produção. Assim avança a fronteira agrícola e não diminui o rebanho bovino. Sinal que essas suas frentes produtivas estão trabalhando bem em Rondônia’’, considera o governador.

    A pecuária rondoniense se projeta inclusive internacionalmente. ‘‘Rondônia já vem há anos buscando o mercado internacional e tem conquistado espaço também porque é um Estado livre de febre aftosa com vacinação e a meta é ser livre desta doença sem vacinação. Fazemos comércio com mercados bastante exigentes’’, assegura o coordenador de Agropecuária da Seagri.


    Fonte
    Texto: Vanessa Moura
    Fotos: Daiane Mendonça/Marcelo Gladson (Capa)
    Secom – Governo de Rondônia

    Facebook Comments