Motoristas e cobradores de ônibus do transporte coletivo de Porto Velho iniciaram uma paralisação na manhã desta segunda-feira (29). De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Urbano de Passageiros do Estado de Rondônia (Sitetuperon), a categoria está sem receber há cerca de 3 meses.

A Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran) informou que 100% da frota da capital está paralisada.

“Nós estamos tomando as providências porque não tivemos nenhum comunicado, não tivemos um aviso prévio de 72 horas e estamos resolvendo junto a empresa para ver essa situação”, disse Nilton Kisner, secretário da Semtran.

Pagamento de salários

Ainda conforme a Semtran, em 2017 a empresa que faz o transporte público na capital moveu uma ação contra a Prefeitura de Porto Velho alegando demora no reajuste tarifário. A decisão foi favorável à empresa que pediu uma indenização pelo ocorrido.

Em acordo, as partes decidiram que o dinheiro da indenização não seria repassado à empresa, mas aos trabalhadores em forma de salário. Esse acordo custeou os salários de dezembro de 2019 até março de 2020. A partir de abril a empresa que assumiria os custos.

“De lá pra cá a empresa não passou nada para o trabalhador”, comentou Francinei Oliveira, presidente do Sitetuperon.

Ainda conforme o sindicato, devido o processo licitatório, Porto Velho conta com apenas 14 ônibus circulando desde o início do ano. Todos estão parados nesta segunda.

Fonte: G1

Facebook Comments