Senador Confúcio Moura elogia manifestação a favor da educação

0
10

“O Brasil precisa de um empurrão coletivo”, afirmou Confúcio Moura ao
falar sobre o movimento em prol da qualidade da educação, que ocorreu na
sexta-feira (31). O parlamentar disse que, desde quando foi deputado
federal desejava ver uma manifestação como essa, e que o movimento não é
baderna, mas necessário e oportuno, para acordar o Brasil e fazer valer o
que está previsto na Constituição Federal.

“Eu queria ver os pais, os alunos, os professores na rua clamando por
qualidade na educação, por mais educação. Eu vi. Fiquei muito feliz. Podem
dizer que isso é bagunça. Não é não. Isso não é bagunça, não é baderna.
Isso é um movimento lindo, oportuno, maravilhoso”, afirmou Moura.

O senador descreveu que ao ver os jovens nas ruas, lembrou-se dos
movimentos estudantis que aconteceram em 1968, em prol da liberdade, da
expressão e da música. “As pessoas dizem assim: Ah, mas você está
instigando o povo a fazer rebeldia? Não, não. Ontem, foi uma manifestação
que eu aplaudi muito e pela qual eu ansiava. Eu escrevi isso muitas vezes.
Eu ainda queria ver uma manifestação em benefício da educação brasileira,
com gente nas ruas, e ontem eu vi”, disse o senador.

O parlamentar se mostrou preocupado com declarações inoportunas de algumas
autoridades e expressões de forma não planejada dificultam ainda mais o
desenvolvimento de ações importantes.  “Não sou contra ou a favor do
Governo. Eu estou aqui para votar pelo Brasil. Eu estou aqui, para cumprir
o meu papel patriótico de, neste momento histórico, contribuir para o País
sair do buraco. É o que eu quero”, declarou.

Confúcio Moura questionou o porquê o País não avança comparativamente com
os países vizinhos, Uruguai, Argentina ou a Colômbia. Ele disse que vem
analisando a Constituição do Brasil, Peru e do México para tentar
identificar os empecilhos que estão atrapalhando a educação avançar.

Citou como exemplo a Costa Rica, que desde 1948, optou por não ter Forças
Armadas Exército, Marinha e Aeronáutica, porém focaram em dois temas
relevantes:   educação e a preservação ambiental, e hoje, é referência
mundial em fauna e flora diversificada no mundo, e também reconhecido por
ser um País de paz.

O congressista disse que gostaria que o movimento em prol da qualidade da
educação continuasse firme para colocar em prática o que está previsto
sobre educação na Constituição Federal. “Que a gente tenha este País com
mais conhecimento, jovens mais qualificados para o trabalho, inclusive para
essa grande revolução digital do mundo de hoje”, ressaltou.

O senador também fez um apelo aos pais. Pediu que eles não fiquem somente
nas manifestações de rua; mas também fiquem perto das escolas, dos seus
filhos e dos professores. “Lendo com os filhos, apoiando os filhos, indo à
escola, perguntando, estando perto, apoiando os professores. Isso é muito
importante”, concluiu.

Assessoria de Comunicação

Facebook Comments