O prefeito de Porto Velho, Mauro Nazif, recebeu esta semana a visita do atleta amazonense Carlos Roberto Graton, 62 anos, conhecido no mundo esportivo como “Ciclista Graton”. Foi o segundo encontro com o ciclista, idealizador do projeto “Cicloamazônico”, promovido em defesa da floresta Amazônica. A primeira vez foi em 2013 e, na época, o atleta fazia o percurso de 4,2 mil quilômetros entre as cidades de Manacapuru (AM) e São Paulo (SP) pedalando sua bicicleta. Graton está novamente na estrada, agora para fazer o trecho entre Manacapuru e Brasília. O ciclista saiu do interior do Amazonas no dia 29 de abril e prevê sua chegada à capital federal em meados de junho deste ano.

O atleta foi recepcionado pelo prefeito no gabinete da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão (Sempla), onde agradeceu pela receptividade que teve quando esteve em Porto Velho na primeira vez. “Vim agradecer ao prefeito pela acolhida e mostrar a ele também algumas demandas que entregamos ao Governo do Estado de São Paulo e à prefeitura paulista”, adiantou. Ao prefeito Fernando Haddad, de São Paulo, Graton apresentou um projeto focado na mobilidade humana que prioriza a utilização de meio de transportes não poluidores, como a bicicleta. A ideia, explicou ele, foi adotada pela prefeitura paulista que no ano passado inaugurou uma ciclovia de 4,1 quilômetros que passa sob o elevado Costa e Silva, o “Minhocão”.

Com o projeto “Cicloamazônico”, o ciclista busca também trabalhar a questão da melhoria da qualidade de vida e respeito aos povos que habitam a Amazônia (sua cultura e seus costumes), além do combate à devastação da floresta, não só a amazônica, mas as que “ainda resistem em pé no país”, mas com uma atenção especial para a da região.

O prefeito Mauro Nazif parabenizou o atleta pela iniciativa não apenas de praticar uma atividade esportiva, mas também por promover a saúde física e a preservação das riquezas naturais da Amazônia. Destacou que, se cada um fizer a sua parte, certamente deixaremos um mundo melhor para as próximas gerações. “São iniciativas simples como essa que você consegue mudar muita coisa. E são mudanças para melhor. Aqui nessa proposta estão entrelaçadas duas questões fundamentais para a existência do homem no planeta. Uma que é a saúde, a qualidade de vida, o combate ao sedentarismo. A outra, é a questão ambiental, a preservação da natureza. Tudo isso simbolizado nesse simples gesto de sair pedalando pelo país”, frisou o prefeito.

Texto: Joel Elias | Fotos: Roseval Guzo

 

Facebook Comments