A Polícia Militar Ambiental (PMA) deteve 32 pessoas suspeitas de usurpação de minério e pesca ilegal durante uma operação no rio Madeira, em Porto Velho. Além das prisões, mais de 500 gramas de ouro foram apreendidas (veja abaixo). O balanço oficial foi divulgado na segunda-feira (3).

A ação em conjunto com o Exército Brasileiro e a Secretaria de Meio Ambiental (Sedam) começou no dia 24 de janeiro. Desde esse dia, equipes trabalhavam para coibir a extração irregular de minérios na região. Conforme a PMA, a operação resultou em:

  • 75 AIT – totalizando R$ 5.341,800 milhões em multas aplicadas;
  • 48 TCO’s;
  • 154,6 g de ouro puro apreendidos;
  • 376,2 ‬de ouro azougado apreendidos;
  • 1785 g de mercúrio apreendidos;
  • 23 pessoas presas por usurpação de minério (ouro);
  • 41 dragas e balsas apreendidas;
  • 1 estaleiro embargado;
  • 3 armas de fogo apreendidas e;
  • 9 pessoas presas por prática de pesca ilegal.

Dezoito pessoas foram autuadas. As audiências estão marcadas para fevereiro. Na última semana, a Polícia Ambiental divulgou que 28 dragas foram apreendidas e mais de R$ 4,6 milhões de multas foram aplicadas.

Os materiais apreendidos foram levados à Delegacia da Polícia Federal (PF). De acordo com a autoridades, a operação rio Madeira foi realizada a pedido do Ministério Público de Rondônia (MP-RO) e Ministério Público Federal (MPF).

Fonte: G1

Facebook Comments