PORTO VELHO- Nas eleições municipais de 2020 em Rondônia, dos 5491 candidatos a vereador e dos 215 candidatos a prefeito, aproximadamente 500 desses candidatos tiveram algo em comum: foram assessorados pela mesma banca jurídica.
Os advogados Juacy Santos Loura Jr. (Loura & Almeida Advogados Associados) e Manoel Veríssimo Ferreira Neto (Veríssimo Advogados Associados), dois reconhecidos profissionais na área do direito eleitoral, uniram forças e colocaram seus conhecimentos e escritórios à disposição de mais de duas dezenas de legendas partidárias em todo o estado, desde o Cone Sul até Guajará-Mirim.

Dessa união nasceu o LAF (Loura, Almeida e Ferreira Neto advogados), ajuntamento de profissionais que pode-se dizer teve a participação direta na eleição de mais de 100 vereadores, 12 prefeitos e 6 vice-prefeitos em todo estado, além de assessorar a candidata Cristiane Lopes (PP) que chegou ao segundo turno das eleições na Capital.
Manoel e Juacy juntamente com outros oito profissionais do direito, igualmente especialistas na matéria, trabalharam diuturnamente desde o início da pré-campanha até o fechamento das urnas no segundo turno das eleições.

Numa eleição marcada pelo fim das coligações para os cargos proporcionais, com aumento substancial no número de candidaturas em todas as cidades de Rondônia, e em especial pela desconfiança de como seria o pleito em virtude da pandemia, o gerenciamento de ações judiciais eleitorais foram determinantes para eleição de uns e derrota de outros.
“Tivemos a oportunidade de provar por duas oportunidades que um dos mais renomados institutos de pesquisas prejudicou ainda que de forma indireta, candidatura de prefeiturável que chegou ao 2º turno, motivo pelo qual foi retirada do ar pela justiça eleitoral” anotou Manoel.

Para Juacy “o gerenciamento dos prazos dentro dos processos eleitorais levando em conta a inauguração da plataforma do Processo Judicial Eletrônico para as ações eleitorais desde o primeiro grau, e outras tecnologias da própria da Justiça Eleitoral, foi instigante e ao mesmo tempo desafiador. Mas tudo acabou dando certo, com ajuda de toda nossa equipe, desde o período de pico de produção, que foi entre o registro das candidaturas até o período de apresentação de impugnação e das defesas”.

Dessa junção de forças e conhecimento jurídico, os profissionais puderam auxiliar levando à Justiça Eleitoral pleitos no sentido de tornar mais isonômico o processo, seja naquelas demandas em que foram representantes dos autores, bem como noutras que tiveram que auxiliar na defesa de seus constituintes.

Facebook Comments