O Governo de Rondônia, por meio da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-Território Cone Sul) e Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), já atendeu mais de 70 produtores da região sul do Estado, com 1.884 litros de nitrogênio no período de julho a novembro de 2020.

A meta é fomentar e intensificar ações de melhoramento genético para o aumento da produção dos rebanhos leiteiros da região, segundo informa o zootecnista Alexandre Notti, responsável pela área animal da Emater.

Segundo explicou o gerente da Emater-Território Cone Sul, engenheiro Alessandro Pedralli, o fornecimento de nitrogênio para os produtores rurais iniciou com o Programa de Desenvolvimento da Pecuária Leiteira (Proleite), por meio da Seagri e Emater para atendimento dos produtores, por intermédio do Projeto Inseminar, que, segundo ele, tem como foco a melhoria da qualidade dos rebanhos leiteiros, aumentando a produção e a produtividade, elevando a renda dos produtores.

“Com a reestruturação das usinas de nitrogênio, trabalho realizado pelo Governo nas cidades de Ouro Preto do Oeste e Porto Velho, os produtores do Cone Sul já foram beneficiados com 1.884 litros do produto, melhorando a genética do rebanho, com isso, gerando aumento da sua produtividade”, esclareceu o gerente da Emater.

PRODUTORES

Morador da linha 05, área rural de Colorado do Oeste, o produtor Juarez Bravin, um dos pioneiros no trabalho de inseminação artificial, destacou a importância do trabalho realizado pelo Governo do Estado, especialmente em relação ao barateamento do preço do nitrogênio. Durante entrega feita pela Emater de Colorado do Oeste, ele adquiriu 12 litros de produto. “Só tenho a agradecer ao Governo pela iniciativa de garantir o produto pela metade do preço. Essa economia vai impactar na produção, elevando nossa renda e melhorando toda a cadeia produtiva”, disse Bravin que, em sua propriedade de 38 hectares, produz uma média de 300 litros de leite por dia.

Romildo Oliveira, também morador na Linha 05, reforçou a importância da política de preço praticada pelo Governo de Rondônia. “O preço é fundamental para nós produtores. E o Governo vem trabalhando para incentivar ainda mais a produção e a melhoria da renda no campo”, disse ele, que é dono de uma área de 19 hectares, produzindo atualmente 570 litros por dia.

Sobre a importância do nitrogênio, o médico veterinário e extensionista da Emater em Colorado do Oeste, Carlos Eduardo, explica que, entre outras ações, o produto é utilizado para manter o congelamento de material genético humano, animal e vegetal. Disse que, na pecuária leiteira e de corte, é utilizado para conservação de sêmen, óvulos e embriões utilizados para a reprodução.

Fonte: Secom

Facebook Comments