Operação oferece emissão de identidade para reeducandos do sistema prisional em regime semiaberto

Parceria com Seas e Sesdec oferece Operação Cidadania aos reeducandos da Capep
Parceria com Seas e Sesdec oferece Operação Cidadania aos reeducandos da Capep

Cerca de 100 reeducandos que cumprem pena em regime semiaberto na Colônia Agrícola Penal Ênio Pinheiro (Capep) podem receber a primeira ou segunda vida de identidade. A Operação Cidadania, parceria da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) com as secretarias de Estado de Assistência Social (Seas) e Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), ofereceu ao sistema prisional maior agilidade nos processos para registro dos apenados.

A primeira ou segunda via de identidade é emitida gratuitamente com a apresentação da certidão de nascimento e duas fotos em um posto de atendimento montado na administração da Capep, e no caso do reeducando que já possui o documento pessoal, a carteira de trabalho também é oferecida pela equipe do Instituto de Identificação da Sesdec.

A direção da Colônia realizou a seleção dos reeducandos que estão no regime semiaberto, com base naqueles que necessitam de documento para serem encaminhados ao trabalho. Marilídio da Silva, 60 anos, tirou a segunda via do RG. O reeducando cumpre pena em regime semiaberto e perdeu a documentação quando estava no regime fechado na Casa de Detenção Doutor José Mário Alves, Urso Branco, e necessita do documento para iniciar trabalho em uma empresa da capital.

Já o reeducando Delmiro de Araújo trabalha com serviços gerais no Departamento de Estradas e Rodagens (DER) e necessita da segunda via do documento para abrir uma conta no banco para recebimento de salário.


Fonte
Texto: Gaia Quiquiô
Fotos: Gaia Quiquiô
Secom – Governo de Rondônia

Facebook Comments