Basílio Leandro apontou as oportunidades existentes em Rondônia e os benefícios que podem ser obtidos pelos importadores e exportadores
Basílio Leandro apontou as oportunidades existentes em Rondônia e os benefícios que podem ser obtidos pelos importadores e exportadores

As relações comerciais com o Peru são extremamente positivas, destacou o superintendente estadual do Desenvolvimento, Basílio Leandro, durante evento que reuniu empresários rondonienses e peruanas. O evento aconteceu nesta terça-feira (13), numa casa de eventos em Porto Velho.

O comércio entre Rondônia e Peru é uma realidade e se aperfeiçoa e amplia a partir de debates com missões binacionais. Os entendimentos para dar mais vigor ao intercâmbio são mantidos regularmente por missões dos dois lados.

O vice-governador Daniel Pereira abriu a reunião Missão Peru – Rondônia – Peru 2016, acentuando o interesse dos países em fortalecer a parceria. Ele apontou produtos que podem ser comercializados.

Durante o encontro, realizado pela Superintendência de Desenvolvimento de Rondônia (Suder), autoridades peruanas apresentaram perspectivas positivas para o fortalecimento dos laços comerciais, indicando como proceder para realizar bons negócios no país.

Basílio Leandro fez o mesmo em relação ao Brasil, apontando também as oportunidades existentes em Rondônia e os benefícios que podem ser obtidos pelos importadores e exportadores.

Empresários de diversas áreas ouviram explanações sobre a variedade de negócios que podem ser potencializados entre Rondônia e Peru.

De Rondônia já saem para o comércio peruano contêineres com peixe e soja, milho e arroz, por exemplo. A carne, liberada recentemente para exportação, é o próximo item a compor esta relação.

Como o Peru é exportador de café, há entendimentos para que o produto de Rondônia seja comercializado como insumo para o mercado daquele país.

Rondonienses e peruanos também debateram a logística do comércio na busca por alternativas rentáveis frente ao formato atual, que tem a maior parte do trajeto feito pela BR -364 e demoram 45 dias para ser completado. A carretera, a rodovia Transoceânica, reduz o tempo da viagem para 15 dias.

A delegação peruana é liderada pelo vice-ministro do Comércio Exterior Edgard Vasquez Vela tem ainda cônsul geral do Peru no Acre, Rondônia e Mato Grosso Felix Vasquez Solis, o diretor-geral do Escritório Comercial do Peru no Brasil Antônio Castillo, e Fernando Cerna, diretor de Facilitação de Mercado Exterior.

Leia mais:
Missão Peru-Brasil debate relações comerciais e logística em Rondônia

Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Bruno Corsino
Secom – Governo de Rondônia

Facebook Comments