Está preso na Unisp de Vilhena, desde a noite de ontem, um servente de pedreiro de 21 anos, acusado de sair da porrada com o próprio pai, após uma desavença em casa, no bairro Cohabinha.

Ainda com as roupas ensanguentadas, o rapaz, que será transferido hoje para a Cadeia Pública, contou que reagiu a uma suspeita sem fundamento do pai.

De acordo com a ocorrência policial, o jovem chegou em casa na companhia da irmã e se deitou na cama dela. O pai mandou que ele se deitasse em outro lugar, e começou a discussão entre os dois.

Trocando socos com o filho, o também servente de 51 anos teve parte da orelha decepada por uma mordida do rapaz. A agressão só não foi mais violenta porque um vizinho interveio até a chegada da polícia.

Atrás das grades, o braçal disse que ficou irritado ao perceber que o pai estava insinuando que ele estaria tentando abusar da própria irmã, o que ele nega, dizendo que a garota, inclusive, já teria ido dormir em outro quarto.

Fonte: Folha do Sul

Facebook Comments