Funcultural lança Carnaval 2016

A Fundação Cultural do Município de Porto Velho (Funcultural) realizou na manhã desta sexta-feira (06) o lançamento oficial do Carnaval 2016. A solenidade aconteceu na sede da entidade, com a presença de Jorge dos Santos, “o Jorjão, presidente da Funcultural, Hudson Mamedes, presidente da Federação das Escolas de Samba e Entidades Carnavalescas de Porto Velho e de representantes dos dois grupos de escolas de samba atualmente em atividade.

Mamedes informou que as escolas do grupo de acesso, Acadêmicos da Zona Leste, Império do Samba e Rádio Farol, assim como as escolas do grupo especial, Acadêmicos do São João Batista, Asfaltão, Armário Grande e Diplomatas, já se encontram em plena mobilização para o carnaval, que acontecerá na segunda semana de fevereiro. “Os barracões já estão em plena atividade. As fantasias, carros alegóricos e demais tipos de alegorias já estão sendo produzidas. É preciso iniciar logo para que tudo esteja pronto para os desfiles”, disse o presidente.

As escolas já estão com seus projetos prontos, os sambas compostos e os enredos definidos, de forma que o lançamento oficial dos desfiles acontece no momento exato para as entidades. “Há três anos que não acontecem os desfiles em Porto Velho e queremos retomar o carnaval com grande entusiasmo”, declarou Mamedes.


Segundo Jorjão, no início de dezembro será realizado o evento “O Samba Pede Passagem”, em que serão apresentados os novos sambas enredos, assim como os enredos pensados para o ano de centenário de criação do município, em 2014, quando os desfiles não aconteceram por causa da grande enchente do rio Madeira. Em 2016, os enredos serão de livre escolha das escolas, mas algumas deverão ainda trazer para a avenida a temática do centenário.

Jorjão explicou que o lançamento oficial do Carnaval 2016 teve como objetivo marcar o compromisso oficial da Prefeitura com a realização da festa momesca. “Vamos resgatar mais esse elemento da tradição da cidade, que é o carnaval com desfiles de escolas de samba, mas também vamos realizar o baile municipal e a batalha de confetes. Devido a diversos problemas acontecidos, ficamos três anos sem essas atividades. Em 2013, a Prefeitura se deparou com problemas econômicos, em 2014 e 2015, tivemos as enchentes, mas agora, graças a Deus, estamos trazendo de volta para a população essa grande festa popular”, declarou.


Os projetos passados pelas escolas de samba ainda estão sendo avaliados para que sejam definidos os aportes financeiros com os quais a prefeitura poderá se comprometer. Além disso, a Fucultural irá ajudar as escolas a angariarem patrocínios e apoios da iniciativa privada. “Já realizamos uma reunião em que tudo isso foi tratado. Até o evento O Samba Pede Passagem queremos já ter resolvida a questão dos valores que serão repassados. Desde já, pedimos às empresas que tenham interesse de vincularem suas marcas com o grande carnaval que vamos realizar para já se alertarem e começarem a nos procurar. Estamos certos de que teremos um grande carnaval em 2016. Tudo o que ficou por ser feito no ano do centenário, mas não pode ser expresso, agora virá à tona por meio de um momento de muita alegria e boa organização do Carnaval 2016”, finalizou.

 

Facebook Comments