Escola Flamboyant incentiva alunos a produzirem conteúdo literário

0
198

Buscando o avanço de alunos no aprendizado escolar e na literatura, a Escola Municipal de Educação Infantil e Fundamental Flamboyant vai promover a 2ª Tarde de Autógrafos do projeto “Estante Mágica”, iniciativa de produção literária individual, em que os alunos produzem suas próprias obras, com textos e ilustrações.

O projeto foi organizado pelos professores da unidade escolar com auxílio da plataforma e aplicativo “Estante Mágica”. O evento contará com a presença de familiares dos estudantes que prestigiam seus pequenos autores. A iniciativa está alinhada à Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

“A leitura e a escrita auxiliam de forma direta na expressão dos sentimentos e outras competências socioemocionais, que influenciam diretamente no processo de ensino e aprendizagem. Transformar o aluno em autor é instigar o gosto por expressar-se através da escrita e também o encantamento para a leitura”, comentou a titular da pasta de Educação, Gláucia Negreiros.

A equipe de gestão escolar é composta pela diretora Lucilene Félix dos Santos Duarte Gomes, vice-diretora Edvane Aparecida de Lima e Silva, pela orientadora educacional Ana Paula, e pela coordenadora pedagógica, Naiara Duarte Lima, que se empenharam nos trâmites logísticos para que os livros fossem editados e impressos.

“Nossos alunos foram preparados por essa equipe e, agora, com a produção dos livros, vão poder apresentar as suas obras para a comunidade escolar. Estamos muito orgulhosas, em nome da escola Flamboyant, agradeço a todos os envolvidos”, comentou a diretora Lucilene.

Ao todo, o projeto garantiu 308 produções literárias. Os professores de cada turma, contando com o apoio da equipe da Estante Mágica, orientaram a produção de cada estudante individualmente. “E teremos na tarde de autógrafos, 160 alunos autores divulgando suas obras e autografando”, disse a coordenadora pedagógica, Naiara Duarte.

“O evento vai acontecer no dia 4 de dezembro, às 16 horas, e teremos a participação dos estudantes do 1º ao 5º ano, incluindo alunos do Atendimento Educacional Especializado (AEE), que também foram contemplados e produziram seus livros de acordo com suas potencialidades, e no espírito de inclusão e equidade, que são duas das nossas prioridades”, finalizou a diretora.

As biografias dos estudantes foram elaboradas com o auxílio das famílias, que também contribuíram nas produções. A impressão do livro também foi custeada pela própria família, sendo um investimento nesses pequenos autores.

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)