Eleições 2016: uma grande coalização pode ocorrer para enfrentar Mauro Nazif

Mauro Nazif, prefeito de Porto velho
Mauro Nazif, prefeito de Porto velho

Ninguém em sã consciência apostaria tudo contra a reeleição do prefeito de Porto Velho, Mauro Nazif (PSB). Embora algumas pesquisas encomendadas por candidatos interessados no pleito configurem o alcaide nas últimas posições, todos eles sabem que é uma tarefa difícil enfrentar quem já ocupa um cargo no executivo e deseja se reeleger. Senão, não estaríamos assistindo todos os dias adversários criticando o prefeito com e sem razão. Mauro Nazif é silencioso, ardiloso, experiente e sagaz. Além disso ainda mantém aquela simplicidade que dá nos nervos de muita gente.

Já estão praticamente definidos alguns dos prováveis adversários de Nazif para as eleições de 2 de outubro de 2016. Wiliames Pimentel (PMDB), Roberto Sobrinho (PT), Ribamar Araújo (PR) e  Aluízio Vidal (Rede). Léo Moraes (PTB) e Mariana Carvalho (PSDB) dependem um do outro para decidir quem vai sair.

Mas, no entanto, devido as mudanças das regras de doações para campanhas políticas, proibindo-se o repasses de recursos por empresas privadas, o momento é de pensar e repensar estratégias para enfrentar o único beneficiado pela medida, o prefeito Mauro Nazif que tem a máquina administrativa nas mãos que, sem bem utilizada, o torna quase imbatível. Circulou no final de semana a informação de que um grupo formado pelo PMDB, PTB e PSDB poderia fazer uma coalização de forças indicando o candidato que melhor estivesse nas pesquisas. Sendo assim, Williames Pimentel (PMDB), Léo Moraes (PTB) e Mariana Carvalho (PSDB) estariam dispostos a abrirem mão de suas candidaturas por um nome de consenso. Claro que isso são apenas especulações do dia a dia do processo eleitoral que se avizinha.

Da redação Mais RO

Facebook Comments