Como o poker encontrou nos avanços tecnológicos o caminho para ganhar a Internet

0
330

O mundo real está refletido no universo digital. Quase todos os negócios e empresas que existem contam com algum nível de presença online. A transformação digital “obrigou” diversos segmentos a adaptarem-se, com novas exigências dos clientes e uma concorrência muito mais agressiva.

Todos os setores tiveram então que se adequar a esta nova realidade. Desde indústrias metalúrgicas, com foco em relações B2B, até plataformas de jogos online, com objetivos B2C. É justamente este segundo segmento que aprofundaremos neste artigo.

O entretenimento digital é um dos pilares mais fortes da internet. Neste universo estão incluídos jogos eletrónicos, streaming de música ou serviços de subscrição para filmes e séries, entre outras áreas. E foi neste campo fértil que o poker online encontrou então um novo caminho.

Ontem e hoje

O famoso jogo de cartas ganhou popularidade nos anos 70, quando a versão do popular jogo Texas hold’em poker foi criada. Esta forma mais rápida e “simples” do jogo foi adotada pelos casinos e também atraiu a atenção das televisões, em especial a ESPN norte-americana, que começou a transmitir a World Series of Poker, um equivalente ao Campeonato do Mundo da modalidade.

Com a popularidade a aumentar cada vez mais, o jogo viajou pelo mundo e ganhou reconhecimento global. A fama também colocou o poker nas casas, especialmente nas reuniões entre amigos, como um passatempo, tal e qual o UNO ou a Sueca.

Com tão grande reconhecimento, o jogo não poderia ficar de fora da transformação digital, a grande responsável pela migração de elementos do “mundo real” para a internet. E foi assim que o poker começou a dar as caras no ambiente online.

O melhor da tecnologia

Para repetir o sucesso conquistado nos casinos, o poker online aproveitou o lance das
melhores ferramentas digitais.

À data do artigo, existem duas ofertas diferentes da modalidade na internet; a primeira é oferecida por websites especializados e regulamentada.

No primeiro caso, dos websites especializados, existem diversos parâmetros de  qualidade que devem ser alcançados e comprovados para a oferta ser aceite pelo SRIJ. Desta forma, nas plataformas especializadas, o poker online é o mais próximo que existe da realidade. Já sobre a implantação do jogo na internet, muitos foram os desafios.

O primeiro obstáculo estava no fator aleatório que existe no jogo, afinal, ao baralhar as
cartas, a ordem é completamente desconhecida. A solução encontrada para solucionar o
problema foi o Random Number Generator (RNG), em português, o gerador de números
aleatórios.

Este algoritmo é programado para realizar cálculos constantemente, os resultados são
sempre aleatórios, e tais programas não constam de memória. Desta forma, determinado número pode-se repetir ou, até mesmo, nunca aparecer numa sessão. A tecnologia RNG é a “alma” do poker e de diversos outros jogos eletrônicos.

O segundo passo foi criar designs atrativos aos seus utilizadores. O modelo mais utilizado é a clássica mesa de jogo, onde cada utilizador tem o seu lugar e a visualização das cartas e ações dos outros jogadores é feita de maneira simples. Apesar de contar com algumas variantes, normalmente o ambiente do poker online é constituído pela mesa verde, as fichas e as cartas.

Relativamente aos websites mais amadores, as estruturas estão pensadas essencialmente de forma linear, sem grandes grafismos ou otimizações.

Segurança dentro e fora Nos casinos, uma das missões mais árduas dos dealers e supervisores é evitar os batoteiros.

O mesmo ocorre no poker online, onde os websites especializados travam uma batalha em duas frentes: interna e externa.

A começar pelos “inimigos” internos, os jogadores que utilizam alguma forma de batotice, muitas vezes são softwares que calculam probabilidades e facilitam a tomada de decisão a todo momento. Para este grupo, as plataformas especializadas analisam o comportamento do jogador, além de realizar uma investigação profunda. Aqueles que são descobertos, normalmente, são banidos e os seus fundos ficam retidos.

Já a defesa externa é formada pelos firewalls e outros sistemas de cibersegurança mais
modernos que existem. Tudo para proteger os dados pessoais e bancários dos utilizadores. Este segmento, em especial, é extremamente desejado pelos hackers.

Outra defesa são os próprios sistemas das plataformas, que também são alvo de “sequestros virtuais”, tal facto ocorre quando os hackers conseguem o controlo e param as  atividades, que só são retomadas após pagamento de um “resgate”.

E é assim, baseados em tecnologia de ponta para encantar e proteger, que o poker online conseguiu repetir o sucesso do mundo real no ambiente digital. Por mais que o segmento dos jogos eletrônicos apresente uma concorrência feroz, este desporto mental consegue manter-se na crista da onda e a brilhar!