A Comissão de Segurança Pública se reuniu na manhã desta terça-feira (18), no plenarinho 02, sob a presidência do deputado Anderson Pereira (Pros), com as presenças dos deputados, Ismael Crispin (PSB) e Chiquinho da Emater (PSB), e aprovou uma recomendação para que a Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), reveja a decisão de retornar as visitas nos presídios de Rondônia.

A recomendação aprovada foi uma sugestão do deputado Anderson Pereira, que apresentou alguns números da contaminação do coronavírus entre os servidores do sistema prisional e os apenados.

“Nossa preocupação é de que os casos aumentem muito rápido, principalmente com as visitas íntimas, com o risco do colapso no serviço público de saúde. Por isso, aprovamos essa recomendação, para que a Sejus reveja esse ato e que possa agir de forma mais cautelosa, ouvindo inclusive esta Comissão antes de tomar qualquer decisão pelo retorno nas visitas”, explicou Pereira.

O presidente da Comissão mostrou que, até 31 de julho, foram 236 confirmados entre os servidores, com seis mortes. Já entre os presos, foram 273 casos, com um óbito. Já no dia 17 último, foram confirmados 289 casos no total entre os servidores, com seis óbitos. Entre os apenados, foram 467 confirmados e dois óbitos.

Na capital, são 3.523 apenados do regime fechado, 2.258 no semiaberto e mais 1.166 monitorados. São quase 13 mil presos no Estado.

“É bom lembrar que o preso tem prioridade no atendimento à saúde e se houver uma explosão de casos no sistema prisional, afeta toda a sociedade, pois os leitos serão ocupados pelos apenados. É preciso agir com cautela, o vírus está aí, contaminando. Não tem vacina e não podemos ainda voltar à normalidade. Não sei se foi ouvido algum especialista na área da saúde. O Executivo precisa incluir o Legislativo nessas discussões”, completou Anderson.

Chiquinho da Emater disse que é preocupante o retorno às visitas nos presídios, nesse momento, alertando para os riscos de aumento de casos.

Fonte: ALE/RO

Facebook Comments