Após empatar com o Grêmio pelo Brasileirão, o São Paulo inicia uma semana decisiva para o futuro do clube na temporada. Agora, a equipe muda a chave para as competições mata-mata.

Na próxima terça-feira, o desafio é contra o Binacional, do Peru, pela última rodada da Fase de Grupos da Libertadores. Apesar do time não ter mais chances de avançar às oitavas de final, a partida continua sendo importante, já que um empate no Morumbi garante o Tricolor na Segunda Fase da Sul-Americana.

Já no domingo, também em seu estádio, o São Paulo encara o Fortaleza, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Na ida, na Arena Castelão, o confronto terminou empatado por 3 a 3.

A grande dúvida de Fernando Diniz agora é qual equipe ele deve mandar a campo na terça-feira, já que além do time vir de uma maratona de compromissos, o Binacional, em tese, é um adversário mais fraco e a Copa do Brasil é um sonho de consumo dos são-paulinos.

“Copa do Brasil seria inédita e tem peso diferente. Independentemente do time não sabemos ainda quem vai jogar, se vamos poupar todo mundo, metade, jogar todo mundo, mas vai ser o melhor time possível para ganhar do Binacional”, disse o técnico em coletiva.

Fonte: Gazeta Esportiva

Facebook Comments