PT de volta em RO

Pode ser uma imagem de 1 pessoa e sorrindoÉ “pule de dez” que o PT deverá voltar com força total nas próximas eleições gerais (2022). Com a volta de Lula ao páreo, em Rondônia surge um “Luiz” no fim do túnel. Antes desan

imada diante de tantos percalços sofridos pelo partido, a ex-senadora Fátima Cleide está animada. Os correligionários a querem como candidata ao governo ou ao Senado. Ou, numa aliança camarão (sem candidatos majoritários na cabeça), que ela comande uma grande nominada para deputada federal com Anselmo de Jesus, Eurípedes Miranda e Ramon Cujuí. O PT de Rondônia está aberto ao diálogo.

Jesualdo Pires

Também, lá pelas bandas da centro esquerda, o ex-prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires (PSB) é lembrado sempre pelos principais articulistas como virtual candidato ao governo de Rondônia com reais chances de alcançar o segundo turno. Em nível nacional, as conversas do PT com o PSB estão bastante adiantadas.

Caindo no conceito

Tem sido bastante desgastante a presença do vice-líder do governo no Senado, Marcos Rogério (DEM-RO), na defesa do presidente Bolsonaro na CPI da Covid. Além de ser muito criticado, o senador rondoniense não ganha uma nas tentativas de inviabilizar a CPI. Amigos e correligionários do senador em Ji-Paraná, confidenciaram à Coluna Zona Franca que ele corre o risco de sair bastante chamuscado desta CPI que deverá redundar no impeachment de Bolsonaro. O senador Renan Calheiros (MDB-AL) tem sido um verdadeiro pitbull, mesmo estando ao lado do poodle Randolphe Rodrigues (Rede-AP).

CPI eleitoreira

A CPI da Covid corre o risco de ser contaminada por disputas regionais travadas por senadores que são pré-candidatos a governos estaduais e tentam responsabilizar seus adversários pela crise. O plano traçado pelo senador Marcos Rogério (DEM-RO), vice-líder do governo, para distribuir a investigação para outros Estados também chamou a atenção de opositores. O bolsonarista quer a convocação de quatro governadores (São Paulo, Bahia, Pará e Amazonas). Não fez, no entanto, nenhum pedido específico às autoridades de seu Estado. O governador de Rondônia é o coronel Marcos Rocha (sem partido), que se inspirou na cartilha de Bolsonaro para enfrentar o vírus, viu o sistema de saúde entrar em colapso no início do ano e precisou transferir pacientes para outras regiões. Ambos têm afinidade com Bolsonaro e trabalham em busca do apoio dele para 2022.

How can I go on

A tradução da frase para o português brasileiro seria “Como posso continuar”. Essa frase faz parte do cotidiano do Palácio de vidro mais famoso de Rondônia. O governador Marcos Rocha (sem partido) já está na luta e de joelhos orando para que algum outros pastor venha lhe visitar não só para buscar o dízimo mas para profetizar sua reeleição. Nas eleições de 2018 deu o testemunho de que foi um pastor que o ajudou a tocar a campanha vitoriosa. O pastor orou e com a linguagem dos anjos disse para ele que SIM, ele seria Governador do estado de Rondônia.

Vice dos sonhos

Nomes como o do prefeito de Jaru, Joãozinho Gonçalves  se projetam para ser o vice de MR. O Zé da Jodan está com os passos contados para sair foi Palácio. Ele pretende se lançar a governador, mas não tem cacife. Uma saída pra ele é voltar pra lavoura de café e ficar quieto.

Semana difícil

Tem razão o principal articulista do Diário da Amazônia, Carlos Sperança. A vinda de Bolsonaro à Rondônia dia 7, embora esteja na agenda dele, pode miar. “Com tantas datas já divulgadas desde o ano passado e tantas remarcações fica até inacreditável que o presidente Jair Bolsonaro venha a Rondônia para inaugurar a ponte sobre o rio Madeira na Ponta do Abunã, no dia 7 de maio, a nova data anunciada pelo ministro da infraestrutura Tarcísio de Freitas. De última hora pelo menos duas vezes as solenidades foram suspensas e a credibilidade para as novas datas anunciadas tem diminuído muito nos últimos meses”.

Semana difícil 2

O presidente vai enfrentar a partir desta sexta, sem prazo para amenizar, uma série de situações complicadas, podendo até ser afastado do cargo pelo STF. Correligionários prometem uma mega manifestação contra o STF neste 1 de maio (amanhã), o que poderá gerar uma centena de problemas para o presidente da República. Com isso, Bolsonaro deverá cancelar agenda marcada para Maceió dia 6 e Porto Velho, dia 7 de maio.

Vitória do meio ambiente 

A Procuradoria-Geral de Justiça e a Força-Tarefa de Combate aos Desmatamentos e Queimadas expediram Recomendação Administrativa ao governador de Rondônia, Marcos Rocha (sem partido), para que não sancione e vete o Projeto de Lei n. 080/2020, que altera os limites da Reserva Extrativista Jaci-Paraná e do Parque Estadual de Guajará-Mirim e cria o Parque Estadual Ilha das Flores, o Parque Estadual Abaitará, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Bom Jardim, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Limoeiro, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Rio Machado e a Reserva da Fauna Pau D’Óleo, sob pena de incorrer em uma série de ilegalidades e ter o diploma legislativo declarado materialmente inconstitucional, na esfera competente.

Vitória do meio ambiente 2

Também o Ministério Público Federal (MPF), em recomendação à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) de Rondônia, requer que sejam cancelados 87 registros de imóveis sobrepostos à Terra Indígena Karipuna, localizada em Porto Velho e Nova Mamoré, em Rondônia.

FN vai tocar o terror

A Força Nacional irá atuar nos crimes e invasões que estão acontecendo em fazendas no estado de Rondônia. A informação foi dada pelo governador do estado, Marcos Rocha, à equipe do Canal Rural em Brasília. A confirmação veio após reunião realizada nesta quinta-feira, 29, entre o governador e o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. O uso da Força Nacional já havia sido discutido na quarta-feira com o ministro da Justiça, Anderson Torres. Nota da coluna: muitas terras foram invadidas por grileiros e “regularizadas” pelo governo. Terras indígenas invadidas por posseiros assassinos. Mas o governo vai em cima dos MST e LCP.

Partido Verde

O que mais impressiona é ver o Partido Verde em Rondônia não se pronunciar contra o desmatamento e queimadas. Nem contra Salles. Muito pelo contrário, o PV votou para acabar com as reservas e parques em Rondônia. De verde não tem nada.

Cargill denunciada

Pelo menos seis funcionários da Bertolini Ltda, empresa que transporta os grãos da Cargill pelo rio Madeira (RO), relatam problemas de saúde como dedos amputados e perda de visão por conta de acidentes trabalhistas. Dedos amputados, perda de visão e cirurgias na coluna são algumas das cicatrizes deixadas pela crescente produção de soja no Brasil. Apenas o transporte do grão da Cargill — um dos maiores conglomerados do agronegócio mundial — pelo rio Madeira, em Rondônia, deixa um legado de trabalhadores com lesões graves decorrentes de acidentes trabalhistas e de violações de normas de segurança. A denúncia completa foi publicada AQUI.

Enfermagem

Às vésperas do Dia do Trabalho, profissionais de enfermagem de todo o país lamentam não ter motivos para celebrar. Há anos enfrentando desigualdades salariais e jornadas exaustivas de trabalho, eles encontram no Projeto de Lei 2564/2020 a esperança de dias melhores e de reconhecimento da categoria. O PL, de autoria do senador Fabiano Contarato (Rede – ES), já obteve declaração favorável da relatora, a senadora Zenaide Maia (Pros – RN), mas continua na agenda de pautas do Congresso Nacional, sem data definida para votação, preocupando a categoria em diversos estados brasileiros.

Enfermagem 2

Em Rondônia, onde há mais de 19 mil profissionais atuando na linha de frente do combate à pandemia, a situação é ainda mais urgente. O índice de profissionais de enfermagem contaminados pelo Coronavírus chega a quase 300, e 45 deles perderam a vida para a Covid-19. As incertezas e o impasse quanto à data para votação da proposta mobilizam estes trabalhadores a cobrar mais celeridade em Brasília.

Férias merecidas

O ex-candidato à prefeito de Nova Mamoré,  advogado especialista em previdência social, Dr. Welison Nunes, se permitiu tirar uns dias de folga e viajou para o Goiás. “Cautela. Proteção. Fôlego de vida. Esperança de que a vida pode retomar seu curso. Fazendo uma das minhas grandes paixões, viajar, o que já não fazia há algum tempo. Nesses três primeiros dias da semana já atendi clientes presencialmente em Nova Mamoré, Distrito de Extrema e Porto Velho. Atendi online a clientes de Jacinópolis, Belém do Pará e Curitiba. Rodei cerca de 620km. Trabalhei cerca de 45h em 3 dias. Agora chegou a hora de repor as energias. A cara é de cansaço na foto, de quem tem dormido pouco, mas de muita alegria e satisfação no coração”, postou ele.

Marca de 400 mil mortes

Dr Welison Nunes também comentou sobre a tragédia da Covid. “Hoje o Brasil ultrapassou a marca de 400 mil vidas perdidas para o coronavírus. Talvez esse número não assuste algumas pessoas, porém, só quem perdeu algum ente querido sabe a dor que é.
Externo minha solidariedade às famílias enlutadas e rogo a Deus todos os dias para que cure essa nação e, conscientize a população sobre a importância das medidas protetivas como a utilização de máscara, álcool 70% e evitar aglomerações. Parte da nossa população já está sendo vacinada”.

Por equipe do Mais Rondônia

Facebook Comments