Cenas fortes – Homem é esfaqueado durante manifestações na Bolívia

A eleição para escolher o presidente da Bolívia, realizadas no dia 20 deste mês naquele país, tem causado confrontos  sangrentos entre manifestantes que são contra e favoráveis ao resultado do pleito que deu a vitória, reelegendo pela quarta vez, a Evo Morales do partido MAS-IPSP. Desde o dia 21 os confrontos vêm acirrando o cenário político boliviano, e segunda-feira (28) mais brigas ocorreram e, segundo a imprensa local, pelo menos 30 pessoas ficaram feridas.

Vídeos que mostram as brigas entre os manifestantes são compartilhados em alguns grupo de whatsApp. Em uma das imagens a violência não tem limite e um homem é esfaqueada no meio da rua.

Os confrontos ocorrem entre os apoiadores de Morales e oposicionistas que não aceitam os resultados da eleição.  Em várias cidades bolivianas como La Paz e Cochabamba, além de Santa Cruz ocorrem conflitos.

Ainda de acordo com conversas de grupos de whatsApp da Bolívia, a policia de Santa Cruz de Lá Sierra está desarmada contribuindo ainda mais para o aumento da violência. O suposto desarmamento dos policiais ainda não foi confirmado pelas autoridades do país.

Eleição

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral da Bolívía, o partido de Evo, o MAS-IPSP, venceu as eleições com 47,08% dos votos (2.888.359, ao todo), contra 36,51% (2.240.920 votos) do partido do opositor Carlos Mesa, o CC (Comunidad Ciudadana). Os votos em branco representaram 1,47% e, os nulos, 3,57%.

As normas bolivianas definem que um candidato vence a eleição  no primeiro turno somente se atingir a maioria absoluta ou se conseguir mais de 40% dos votos e, ao mesmo tempo, obtenha vantagem mínima de 10 pontos percentuais ao segundo colocado – foi o que ocorreu nesta eleição.

O Tribunal disse que concorda com uma  auditoria nas apurações. “O Corpo Eleitoral Plurinacional expressa sua disposição de realizar auditorias ao longo do desenvolvimento deste processo, tanto pelos cidadãos, quanto pelas comissões técnicas de organizações internacionais e missões de apoio eleitoral”, escreveu em comunicado.

Veja o vídeo clicando no twitter

Fonte: JD1noticias

Facebook Comments