Vasco visa lucro e fará apenas três jogos em casa

0
286

O Vasco ativou o modo “cigano” no Campeonato Carioca desse ano e fará, ao todo, quatro partidas fora do Estado. Nos últimos dois dias, os duelos com Volta Redonda e Nova Iguaçu foram confirmados em Cariacica-ES e Uberlândia-MG, respectivamente. Com isso, se unem a Bangu (Brasília) e Audax (Manaus), que já estavam remarcados.

A SAF visa lucrar com as vendas de mando, como nos casos dos jogos do Audax e do Volta Redonda. Nos outros, autorizou a mudança aos adversários, que também têm a oportunidade de fazer uma boa grana com a renda. Em Brasília e em Manaus, principalmente, a expectativa é de que mais de 40 mil pessoas compareçam ao estádio. Assim, São Januário receberá, a princípio, apenas três partidas (Boavista, nesta quinta, Madureira, dia 25, e Portuguesa, em 3 de março), o menor número em um Carioca neste século, pelo menos.

No total, o Vasco deve fazer mais de R$ 3 milhões com as quatro excursões, enquanto na Colina, mesmo vendendo todos os ingressos, dificilmente o lucro passa de R$ 300 mil, por conta do ingresso a preço mais baixo e dos custos operacionais.

Lista de jogos do Vasco fora do Estado do Rio
Bangu – Mané Garrincha, Brasília (28/01)

Nova Iguaçu – Parque do Sabiá, Uberlândia (31/01)

Audax – Arena Amazônia, Manaus (07/02)

Volta Redonda – Estádio Kléber Andrade, Cariacica (25/02)

Exemplo ruim do Botafogo
No ano passado, em virtude da instalação do gramado sintético no Nilton Santos, o Botafogo teve que fazer o mesmo que o Vasco. O resultado foi a eliminação na Taça Guanabara com o quinto lugar. Posteriormente, com o alto rendimento no Brasileirão, jogadores e diretoria citaram a fase itinerante, de excesso de viagens, como determinante para a irregularidade o primeiro semestre.

Além destas seis partidas, o Vasco joga dois clássicos no Maracanã, um no Niltão, contra o rival alvinegro, e visita o Sampaio Corrêa, na segunda rodada, em Saquarema. Essa será a única partida em um estádio acanhado em todo o Estadual de 2024.

Fonte: Terra