O Governo de Rondônia entregou nesta sexta-feira (23) os certificados de Declaração de Aproveitamento do Projeto Noções Básicas de Informática, a seis (6) socioeducandas da Unidade de Internação Provisória e Sentenciada Feminina de Porto Velho (UNIF), numa ação coordenada pela Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo de Rondônia (Fease).

De acordo com Eliete Mota Andrade Marinho, diretora da Unidade, o projeto é fruto do trabalho desenvolvido pela psicóloga Fernanda Angrewski Coutinho, terapeuta da instituição, que elaborou e executou como orientadora todas as suas fases, para atender as necessidades de ocupação do grupo de internas, e com isso melhorar o relacionamento interno e preparar para a vida. “Temos feito grande esforço para melhorar e humanizar o atendimento em nossa unidade”, disse, lembrando que a proposta de humanizar as relações interpessoais dentro do sistema é uma orientação antiga do governador Marcos Rocha.

Para ela, a concepção e execução deste projeto foi muito importante para as adolescentes, em virtude do momento difícil que todos vivem com a pandemia, em que a UNIF teve que reorganizar e readequar suas atividades para enfrentar e combater internamente todas as possibilidades de contaminação pela covid-19. “Este projeto, além de nos ajudar a ocupar o tempo das meninas e servir de estímulo ao enfrentamento da doença, representou um grande aprendizado na vida de cada uma delas”, afirmou Eliete Mota.

A idealizadora do projeto, psicóloga Fernanda Angrewski , falou de sua satisfação com o resultado desta ação que acreditou e agora reconhece, pela Declaração de Aproveitamento, o interesse e o desejo das adolescentes internas em se prepararem para vida dentro e fora do ambiente da UNIF. Para ela foi uma alegria “chegar até aqui com essas meninas com esse aproveitamento”, disse.

De opinião semelhante, a coordenadora de Apoio ao Adolescente da UNIF, Laynara Damascena Cruz, disse que a oferta de curso como este é uma oportunidade fundamental que abre uma nova perspectiva de vida para as internas. “O papel do Governo por meio do Sistema Socioeducativo, entre outros, é exatamente o de possibilitar ferramentas para construção de novos caminhos, legais e com equilíbrio, diferentes daqueles que elas seguiam antes”, disse a coordenadora.

Para a terapeuta da Unidade e coordenadora do projeto este foi o primeiro passo neste projeto com essas seis adolescentes socioeducandas da UNIF de Porto Velho, e pelo resultado é possível que ele possa ser estendido a outras unidades do sistema, naturalmente a critério e decisão da direção de cada uma das nove unidades em todo Estado.

O projeto concebido e ministrado pela psicóloga Fernanda Angrewski, todo apostilado e com orientações diretas, foi realizado na sala técnica da instituição, de 03 de fevereiro a 15 de abril, com uma carga horária de 16 horas, tendo reconhecido com Declaração de Aproveitamento seis adolescentes da unidade.

 

Fonte: Secom – Governo de Rondônia

Facebook Comments