Antônio saiu de Porto Velho (RO) com destino ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, no interior de São Paulo. (Foto: André Bias/ Rede Vanguarda)
Antônio saiu de Porto Velho (RO) com destino ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, no interior de São Paulo. (Foto: André Bias/ Rede Vanguarda)
Antônio saiu de Porto Velho (RO) com destino ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, no interior de São Paulo. (Foto: André Bias/ Rede Vanguarda)

Um homem, de 69 anos, está a menos de 50 quilômetros do fim de uma longa jornada. Antônio Pereira trabalhou em propriedades rurais em Porto Velho, Rondônia, mas há 24 anos ele está cumprindo uma promessa: caminha à pé em direção ao Santuário de Nossa Senhora, em Aparecida, interior de São Paulo.

Em 1991, Antônio morava em Porto Velho, capital de Rondônia, e estava com câncer em estado avançado. Estava perdendo a visão por causa da doença e com problemas na perna após ter sido atropelado por um trem. O estado dele era grave e por isso decidiu pedir ajuda para Nossa Senhora. Como ele se recuperou, saiu ainda em 1991 para uma caminhada até Aparecida.

A caminhada já dura tanto tempo porque Antônio não seguiu um roteiro definido. Ele diz que já passou até por outros países, como Bolívia, Paraguai e Uruguai até chegar a São Paulo e no caminho foi assaltado 23 vezes.

“Foi difícil porque não tem patrocínio, não tem nada. Hoje eu enxergo, eu ando. Tenho que achar sempre alguém que acolhe a gente. MInha amiga no mundo é Nossa Senhora Aparecida”, diz Antônio. Ele diz que no caminho conheceu mais de 30 mil pessoas e 600 padres.

Basílica de Aparecida (Foto: Carlos Santos/G1)
Antônio chega neste domingo ao Santuário de Aparecida. (Foto: Carlos Santos/G1)

No caminho ele conta com a ajuda das pessoas para não passar fome e evitar dormir na rua. Antônio passou o sábado (30), em Pindamonhangaba, penúltima cidade antes de chegar em Aparecida, onde contou com a ajuda de uma família para se hospedar. “Ele entrou de forma humilde, conversou com meu pai e pediu um copo de leite e alguma coisa pra comer. Pela humildade e a sinceridade dele, eu decidi ajudar ele e dei uma diária para ele descansar e terminar o dia dele”, diz a lojista Eduarda Gonçalves.

A viagem de Antônio termina neste domingo (31), quando deve chegar ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida.

G1 SP
Facebook Comments