A Assembleia Legislativa, através de seu presidente Laerte Gomes, defendeu a reabertura da maioria das atividades no comércio em Rondônia, diante do medo da população com o desemprego e a falta de recursos financeiros para satisfazer necessidades básicas. A Casa de Leis tem assento no Gabinete de Integração de Acompanhamento e Enfrentamento ao Coronavírus, reunindo outros chefes de Poderes. O Decreto nº 24.887 de 20 de março assinado pelo governador Marcos Rocha estabeleceu uma série de limitações na economia e quarentena social para combater a disseminação do novo Coronavírus. O texto legal vence neste sábado, 4.

 

Por outro lado, Laerte entende ser necessário a proibição para alguns serviços, mas desde que o Governo crie ferramentas para indenizar os trabalhadores autônomos desses setores. O parlamentar também defendeu que as aulas permaneçam suspensas. Para o deputado, o comércio que receber o “sinal verde” do Executivo precisará cumprir normas sanitárias como a limpeza de equipamentos; disponibilidade de insumos, como álcool em gel 70%, luvas, máscaras e demais ferramentas recomendas pela Organização Mundial de Saúde para higiene dos funcionários, distribuidores e demais participantes da atividade, assegurando um ambiente adequado para assepsia.

 

O presidente da Assembleia Legislativa recomendou ao Governo a compra urgente de 200 mil kits para testes em massa da população. A ideia é mapear as vítimas do Coronavírus, mantê-los em isolamento social, e permitir as pessoas sadias que retomem suas atividades normais, evitando a disseminação da doença e garantindo a economia.

 

Fonte: ALE/RO

Facebook Comments