As luzes dos holofotes, na noite desta terça-feira, 19, iluminaram e deram destaque aos profissionais de imprensa finalistas do 1º Prêmio Fiero Paulo Queiroz de Jornalismo, cuja solenidade de premiação aconteceu na casa de eventos Maison Madeira, em Porto Velho. Abrilhantando ainda mais a noite, evento comemorou os 31 anos da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero).

O espaço ficou pequeno para tantas personalidades do jornalismo rondoniense, do setor produtivo, dos sindicatos filiados a Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), e ainda conselheiros e diretores da instituição, autoridades, parentes e amigos dos premiados, dentre outros convidados, que ali estiveram prestigiando a maior festa do jornalismo local nesta noite de premiação e homenagens emocionantes. Com mais de 30 anos de imprensa, o jornalista da Rede Globo, Marcos Losekann teve participação especial na solenidade ao lado da miss Rondônia Internacional, Suélly Miranda.

Com o tema “A indústria como protagonista do desenvolvimento” o Prêmio Fiero Paulo Queiroz de Jornalismo consagrou profissionais de imprensa nas categorias radiojornalismo (três); webjornalismo (três); jornalismo impresso (três) e telejornalismo (cinco).

O 1º Prêmio Fiero Paulo Queiroz de Jornalismo é uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia. Tem como tema: a indústria como protagonista do desenvolvimento. Uma das propostas deste prêmio é levar parte da história recente da imprensa rondoniense voltada para desenvolvimento industrial ao público interessado em comunicação, como estudantes de jornalismo, profissionais da área e pessoas que não têm acesso ao dia a dia do complexo midiático.

A temática do prêmio contempla reportagens publicadas em rádio, jornal, televisão e sites de notícias que evidenciem a indústria como força propulsora da economia e do desenvolvimento do estado de Rondônia, com ênfase ao papel do Sistema Fiero (Senai-Sesi e IEL) no apoio integral à produção, com ações da educação básica e profissional, saúde, responsabilidade social, inovação tecnológica, meio ambiente e sustentabilidade, esporte e lazer, comércio exterior, burocracia, macroeconomia, segurança jurídica, tributação, financiamento, infraestrutura, relações do trabalho.

A programação foi aberta com a projeção de vídeo institucional com as ações do Sistema Fiero e a exibição de um vídeo da trajetória do jornalista Paulo Queiroz, saudado com muitos aplausos e levou às lágrimas os filhos do jornalista, Paula Moreno Queiroz e Paulo Henrique. Em breve discurso, Paula agradeceu a homenagem e parabenizou a Fiero pela iniciativa. “A emoção e orgulho são enormes e estamos lisonjeados. Modéstia à parte, este reconhecimento é merecido. Agradeço também ao amigo Carlos Araújo, uma pessoa que conheço desde criança”, comentou.

“Hoje é dia de reconhecimento ao saudoso Paulo Queiroz”, afirmou o presidente do Sistema Fiero, Marcelo Thomé. “E é em torno do 1º Prêmio Fiero de Jornalismo que nos reunimos com três objetivos: homenagearmos esse profissional que dedicou grande parte de sua vida a Rondônia; saudar a imprensa rondoniense por seus feitos; e comemorar os 31 anos de nossa entidade. Nesta noite, anunciamos solenemente os vencedores do 1º Prêmio Fiero de Jornalismo e também homenageamos aqueles que contribuíram e contribuem para que Rondônia seja esse estado que é, em toda a sua pujança. Por que a Fiero decidiu instituir este prêmio? Porque há necessidade de se revisitar toda a diversidade e a vocação profissional do jornalismo praticado nesta terra”, disse.

Em seu discurso, o coordenador do Prêmio e da Assessoria de Comunicação Social da Fiero, jornalista Carlos Araújo, fez uma declaração de amor à profissão exercida por ele há mais de 30 anos. Ele lembrou o início da carreira, a passagem por várias editorias e contou que tinha um pacto com o colega Paulo Queiroz. “O primeiro de nós que deixasse este plano terreno homenagearia o outro. Amigo Paulo, com este prêmio e esta festa cumpri minha promessa”, citou.

O presidente do Conselho de Representantes da Fiero, Chagas Neto, parabenizou o presidente Marcelo Thomé pelo apoio ao prêmio e ao jornalista Carlos Araújo pela idealização e realização de tão importante evento em homenagem ao jornalista Paulo Queiroz e demais profissionais pioneiros do jornalismo rondoniense. “Parabenizo à Fiero nestes 31 anos de luta pelo desenvolvimento da indústria e do nosso estado. Agradeço a presença dos conselheiros e diretores da Federação, que prestigiaram a esta linda festa”, falou.

O vice-governador Daniel Pereira elogiou a iniciativa do Prêmio e parabenizou pelos 31 anos da Fiero. “Temos grandes jornalistas em Rondônia e realizar este evento homenageando o saudoso Paulo Queiroz, é realmente justo e merecido. Parabéns em dose dupla para a Fiero e para o presidente Marcelo Thomé”, realçou.

“Jornalismo é uma função que tem papel extremamente importante para uma sociedade, que deve elogiar o que está certo e ao mesmo tempo mostrar os erros”, destacou o jornalista da Rede Globo, Marcos Losekann. “Quando uma Federação como a Fiero se propõe a premiar jornalistas que atuem desta forma, inclusive criticando empresários, chamando a atenção para o desenvolvimento sustentável, prova que estamos vivendo uma democracia entre pessoas inteligentes e que fazem a diferença”, declarou.

De acordo com Losekann, Rondônia tem um diferencial na Amazônia. “O estado foi feito por pessoas oriundas de todo o país e que para cá vieram para fincar bandeira, criar raízes, contribuir para o desenvolvimento, gerar emprego, renda e divisas. Eles trouxeram o que havia de melhor e não vieram apenas explorar. E o empresário é a raiz deste processo. E a parceria entre empresários e jornalistas só tem a dar certo. O prêmio instituído pela Fiero comprova isso”, finalizou.

Além de Paulo Queiroz, o Prêmio prestou homenagem aos profissionais de imprensa com mais de 30 anos de atuação. Foram citados 83 jornalistas em atividade e 38 in memoriam. Também foram homenageados com placas os membros da Comissão Julgadora do Prêmio formada pelo empresário e presidente do Simmmero (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico do Estado de Rondônia, Adélio Barofaldi; o empresário e diretor da CNI, Denis Roberto Baú; o empresário e presidente Simaron – Sindicato das Indústrias Madeireiras de Rolim de Moura, Edmilson Matos Candido; a professora e coordenadora do Curso de Propaganda e Marketing da Uniron, Maria Ângela de Lima; Jornalista e representante do Sindicato dos Jornalistas Carlos Henrique Ângelo, o professor do curso de Jornalismo da Faculdade Uniron, o mestrando Emanuel Jadir Siqueira e a professora doutora Maíra Bittencourt, do curso de jornalismo da Unir, representada pelo reitor Ari Ott.

Premiação:

CATEGORIA JORNALISMO IMPRESSO

1º LUGAR – MARCELO FREIRE PEREIRA/Diário da Amazônia

2º LUGAR – CÉLIO MONTEZUMA C. MUNHOZ/A Gazeta de Rondônia

3º LUGAR – GILIANE PERIN/Tribuna popular

CATEGORIA RADIOJORNALISMO

1º LUGAR – EDUARDO JORGE KOPANAKIS PACHECO/Radio Rondônia FM 93,3

2º LUGAR – LUIZ SÉRGIO DE ARAÚJO GOMES/Radio Caiari

3º LUGAR – EDSON JOSÉ MARQUES LUSTOSA/Rádio ARIQUEMES Ariquemes-RO

CATEGORIA WEBJORNALISMO

1º LUGAR – AURIMAR LIMA DO NASCIMENTO/SITE: O RONDONIENSE (http://www.orondoniense.com.br)

2º LUGAR – DAVID RODRIGUES DOS PASSOS/Site RONDONIA NO AR (http://rondonianoar.com.br/)

3º LUGAR – HOSANA DOS SANTOS MORAIS/Site G1/RO (http://g1.globo.com/ro/rondonia/)

CATEGORIA TELEJORNALISMO

1º LUGAR – JOÃO RICARDO PINHEIRO DE LIMA/GRUPO SGC – REDETV – RONDÔNIA

2º LUGAR – MARINDIA MOURA/REDE AMAZONICA ROTV RONDÔNIA

3º LUGAR – RUDÁ MOREIRA/REDE AMAZONICA ROTV RONDÔNIA

4º LUGAR – JAQUELINE FONSECA/REDE AMAZÔNICA

5º LUGAR – MEIRIANE SILVA SANTOS/SIC TV

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Sistema Fiero

Facebook Comments