A Prefeitura de Porto Velho iniciou nesta semana o serviço de terraplanagem de cerca de um quilômetro, no final da avenida Rio de Janeiro, no Jardim Santana, zona leste, abrindo um trecho que vai da Mané Garrincha até o canal que fica próximo ao residencial Orgulho Madeira. O projeto, adiantou o vice-prefeito Edgar do Boi, é fazer a interligação da via com o conjunto residencial, criando mais uma alternativa de deslocamento aos moradores da zona leste até o centro da cidade.

“Pela avenida Rio de Janeiro é possível cortar a zona leste de uma ponta a outra chegando até a Jorge Teixeira. A ideia, já definida junto com o prefeito dr Hildon Chaves é asfaltar o perímetro que está sendo trabalhado para, posteriormente, colocar uma linha de ônibus expresso para atender a zona leste. É um projeto que visa melhorar a mobilidade num percurso que não deve levar 30 minutos para se chegar de ônibus até o centro”, explicou o vice-prefeito.

Há sete anos morando no local, a moradora Jéssica Chagas, disse que ficou surpresa quando viu as máquinas da Subsecretaria Municipal de Obras e Pavimentação (Suop) chegando no local. “Sinceramente, eu não acreditava que fossem mexer aqui. A administração ainda está no início e político é sempre bom a gente ficar com um pé atrás. Mas sem dúvida, essa foi uma grata surpresa e com a vinda do asfalto vai ficar melhor ainda”, disse.

Outro morador que também festejou, quando viu as máquinas da prefeitura chegando, foi o morador Firmino dos Santos, que reside no Jardim Santana a quase uma década. Ele lembrou que a vida no bairro era muito difícil por causa desse trecho da Rio de Janeiro que ficava intrafegável durante o inverno. “Os carros não conseguiu entrar no local por causa do grande volume de lama que se acumulava”, recordou.

“Era preciso dar a volta lá por cima porque por aqui ninguém passava. Era uma dificuldade enorme mesmo, principalmente para quem tem comércio. Já vi foram vários carros quebrar aqui. Mas, agora, felizmente, a prefeitura chegou e já está trabalhando. Para nós, vai ser uma boa sair daquele sufoco que a gente vivia. E o melhor de tudo, é que os nossos imóveis serão mais valorizados com a chegada do asfalto”, argumentou.

Além da Rio de Janeiro, a prefeitura também trabalha em outras vias no bairro, como é o caso da rua Jussara, que será toda encascalhada em uma extensão de 250 metros. A equipe da Suop vai trabalhar na terraplanagem e limpeza, com a remoção do lixo. “Estamos com o trabalho adiantado. Só não avançamos mais por causa da chuva. Mas acreditamos que dá para concluir tudo em mais uma semana”, adiantou Beto Botelho, chefe de campo que coordena a equipe da secretaria.

Texto e fotos: Comdecom

Facebook Comments