Prefeito Hildon Chaves diz que não vai permitir eventos com 999 pessoas em Porto Velho

O prefeito Hildon Chaves (PSDB) reiterou em entrevista à Rede Amazônica, nesta sexta-feira (18), que Porto Velho vai publicar um decreto municipal para proibir os eventos com até 999 pessoas, liberados pelo governo estadual.

“Está sendo confeccionado um novo decreto e nós deveremos estar divulgando via imprensa durante a tarde desta sexta-feira. Depois de praticamente um ano confiando na condução, nos decretos do governo estadual, e em razão da excessiva abertura nesse momento de absoluta gravidade [da pandemia], nós não podemos cometer o mesmo erro, ou concordar que se repita o erro da abertura excessiva“, afirmou Hildon ao vivo à repórter Maríndia Moura, no Jornal de Rondônia 1ª Edição.

Hildon citou ainda que as festas de final de ano, por exemplo, provocaram a segunda onda da Covid-19, que o estado enfrenta nesse momento.

“Todos os especialistas do mundo apontam a ocorrência de uma terceira onda nas próximas semanas. E nós vamos ajustar algumas questões, revendo o decreto do governador, no sentido principalmente da liberação com eventos de até 999 pessoas. Isso é bizarro. Boates vão continuar sem poder funcionar pelo nosso decreto. O momento ainda de muita cautela. Nós só temos quase 8% da população vacinada em Rondônia com a segunda dose”, explica Hildon.

Bares e restaurante vão fechar?

Segundo Hildon Chaves, o novo decreto municipal não vai fechar os bares e restaurantes da capital, pois o grande problema nesse momento seria a reabertura das boates.

“Na questão dos restaurantes e bares, a tendência é que nós estendamos um pouco o prazo para que ele funcione, inclusive com bebida alcoólica. Provavelmente, eu acredito que vai ficar até 1h da manhã o funcionamento dos bares e restaurantes. 1h da manhã encerra, fecha tudo. Então, com isso, nós atendemos e esse setor vai estar com 95% dos seus faturamento, seus empregos e suas demandas atendidas”, diz.

Para o chefe do executivo municipal, a reabertura de boates poderia impactar e fechar o comércio dentro de algumas semanas, devido ao número de infecções por coronavírus, que tenderia a aumentar.

Decreto estadual

Na quinta-feira (18), o estado publicou um decreto permitindo eventos com até 999 pessoas e reuniões e casamentos com 150 convidados.

Para ser realizado o evento com distribuição de bebidas alcóolicas (bares, boates e casas de shows), o estado afirmou que os organizadores devem fornecer álcool gel 70%, teste para Covid-19, aferição de temperatura, espaçamento entre as mesas, sendo 1,20 metro de distância.

O documento determina que nos eventos não será permitido a participação de pessoas com temperatura superior 37,8°C ou sintomas gripais.

Fonte: G1

Facebook Comments