“Passamos por momentos muito difíceis. Somos uma cidade no meio da floresta com mais de 2,2 milhões de habitantes. Então, quando tudo isso passar, nós queremos fazer uma celebração na nossa cidade. Celebração da vida, alegria e torcendo para que tenhamos dias melhores na nossa cidade. Sonho que um dia nós possamos celebrar isso aqui, para que o mundo olhe para cá com uma grande celebração e nós vamos em busca do apoio do Bono Vox”, disse em entrevista aos jornalistas das redes de comunicação norte-americana “Public Broadcasting Service” (PBS-TV) e “The New York Times”.

O prefeito de Manaus criticou ainda a falta de adesão ao isolamento, principalmente durante as festas de fim de ano, que contribuiu para a propagação do vírus na capital.

“As pessoas não aderiram aos decretos de distanciamento. O que aconteceu foi que no final do ano passado, questões políticas atrapalharam muito o combate à Covid-19. A desobediência civil aos decretos instituídos pelo governo do Estado, de distanciamento, influenciou no agravamento da doença no Estado e pagamos um preço muito caro, muito dolorido, com o avanço da segunda onda de novos casos”, ressaltou Almeida.

Fonte: Portal do Holanda

Facebook Comments