O prefeito de Guajará-Mirim, Cícero Noronha (DEM) não cumpriu uma das medidas determinadas pelo Tribunal Regional do Trabalho em Rondônia, de fornecer obrigatoriamente uma refeição diária extra para a Casa do Ancião São Vicente de Paulo, situada no Bairro Almirante Tamandaré.

LEIA TAMBÉM:

JUSTIÇA DO TRABALHO CONVERTE MULTA EM BENEFÍCIOS DA CASA DO ANCIÃO

As refeições deveriam ser de boa qualidade, com vigor até o final do mandato do atual prefeito, Cícero Noronha (DEM), também sob pena de multa de R$ 1 mil por dia pelo não cumprimento da ordem. Por conta disso, o juiz do Trabalho, Carlos Antônio Chagas Júnior, realizou ontem uma audiência com o prefeito Cícero Noronha para reajustar o termo de conduta lavrado em junho deste ano e não cumprido pela administração municipal.

O prefeito disse que o município não dispõe de recursos para cumprir o acordo e que na casa do Ancião (asilo) teria até pacientes de Nova Mamoré e da Bolívia. A entidade não possui nutricionista e muitos alimentos perdem a validade, se tornando impróprios para o consumo. No final da audiência o prefeito se comprometeu cumprir o termo de ajuste, bem como doar uma máquina de lavar de 30 quilos e promover limpeza do telhado, dentre outros benefícios.

Do Mais RO com informações e foto de Alan Erick

Facebook Comments