Prefeito de Candeias decreta estado de emergência, dois dias após temporal

0
296

O prefeito de Candeias do Jamari, Antônio Onofre, publicou em edição extraordinária do Diário Oficial de terça-feira (17), um decreto de estado de emergência após o temporal que atingiu o município. A medida tem prazo efetivo de 60 dias, podendo ser prorrogada por até 180.

O documento diz que fica autorizada a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem sob a organização da Coordenação de Defesa Civil do Município, nas ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário e reconstrução.

Além disso, o documento autoriza a convocação de voluntários para reforçar as ações de resposta ao desastre e realização de campanhas de arrecadação de recursos junto à comunidade. O objetivo é facilitar as ações de assistência à população afetada pelo temporal.

O Art. 6º do Decreto também destaca que fica dispensável a elaboração de processo de licitação para aplicação de recursos no combate ao desastre.

Além disso, o documento mantém ativo e em funcionamento todos os serviços essenciais, como saúde, educação e segurança.

Entenda

O decreto Nº 8.501 foi expedido dois dias após a tempestade que passou pelo município. O forte temporal que atingiu diversas cidades do Estado deixou Candeias Jamari, por exemplo, com diversos pontos de destruição, no último domingo (15). Cerca de seis mil consumidores ficaram sem energia.

Imagens divulgadas por moradores nas redes sociais, mostraram o cenário de destruição em diversas regiões do município. Em um dos vídeos, é possível ver que, pelo menos, quatro árvores foram derrubadas pela ventania em uma só rua. Uma delas atingiu casas e derrubou parte da estrutura.

Outras imagens mostram a destruição de estabelecimentos comerciais. Toldos, fachadas, áreas e bombas de gasolina foram pontos atingidos devido à exposição.

Escolas da rede pública também foram afetadas com o temporal e tiveram árvores derrubadas e telhados arrancados.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o quartel do comando também foi atingido e algumas ocorrências não foram atendidas. Em entrevista ao jornal, o tenente Levi, informou que uma pessoa foi socorrida em estado grave para o Hospital João Paulo II.

“Nós só conseguimos atender urgência e emergência. Uma pessoa mesmo foi socorrida com traumatismo craniano para o João Paulo II”, informou o tenente.

Com informações do Rondoniagora