roverrrUm esforço político-administrativo está resultando na implantação de um curso de medicina na cidade de Vilhena/RO. Em reunião ocorrida ontem, dia 18 (quinta-feira) com o ministro da Educação, Mendonça Filho, após muitas articulações, o prefeito José Rover recebeu o grato anúncio: em outubro de 2016, será assinado o termo de compromisso com Faculdade UNESC, instituição mantenedora selecionada para a instalação.

A conquista do curso de medicina em Vilhena começou em 2012, quando o prefeito Rover se encontrou com o então Ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Desde então, toda a equipe da administração se envolveu em adequações no atendimento de saúde, elaboração de projetos, grandes investimentos, tudo visando a melhoria no serviço prestado e para atender as exigências do Ministério.

“Já em 2015, foi publicado o edital do MEC com a consolidação da faculdade UNESC como classificada para ser a mediadora desse sonho do povo vilhenense”, detalhou Rover, destacando: “está sendo enorme o esforço e a luta que todos os gestores de forma geral da Administração Pública Municipal encamparam desde 2012, o que seria uma decepção imensa, se não finalizarmos esse projeto ainda em nosso mandato”, disse.

Segundo o prefeito de Vilhena, a expectativa para a abertura do novo curso de medicina é grande porque resultará em significativa melhora do serviço no Estado, trazendo uma significativa melhora no seguimento. “Nós temos uma carência muito grande de médicos nas cidades rondonienses, o que dificulta a oferta de saúde em todos os Municípios do Estado”, observa Rover.

Para o presidente da Associação Rondoniense de Municípios -AROM, Jurandir de Oliveira, a perspectiva do curso de medicina em Vilhena cria, em médio prazo, a possibilidade de se formar anualmente um contingente de profissionais que vai suprir não só a demanda de Vilhena, mas as necessidades de toda a região do Conesul. O representante dos Prefeitos acompanhou o prefeito Rover em diversas reuniões nessa jornada pelo curso.

A gestão Municipal de Vilhena está confiante na realização do projeto após a conclusão dos procedimentos burocráticos necessários e, especialmente, no comprometimento do Ministério da Educação. “O ministro Mendonça Filho foi muito prudente e seguro em afirmar que em setembro conclui-se a análise do edital. Ele Mostrou preocupação com a judicialização durante a análise do MEC, mas concluiu com positividade a vinda do curso”, destacou o prefeito.

Facebook Comments