Acusado de agredir a esposa grávida e a filha de 11 anos, um policial militar de 36 anos foi preso na madrugada desta sexta-feira (18) em um residencial popular no bairro Aeroclube, na zona Sul de Porto Velho (RO).

Relatos do boletim de ocorrência dão conta de que a jovem de 24 anos teria iniciado discussão com o marido que chegou em casa de madrugada e embriagado.

Em meio ao bate-boca, o militar partiu para a violência e começou a agredir a esposa com socos, puxões de cabelo e enforcamentos. A filha dele foi tentar intervir e também acabou agredida pelo pai.

Vizinhos ouviram a gritaria e acionaram a Polícia Militar. Duas equipes, uma inclusive composta por um oficial, foram ao local. A princípio, o policial teria trancado as vítimas em um quarto e pedido que elas ficassem quietas. Porém, as guarnições ao verem que a casa estava toda revirada com objetos quebrados, resolveram arrombar a porta.

Todavia, neste momento o policial acusado do crime abriu a porta e foi preso. As vítimas disseram que no momento das agressões o policial dizia que todos no imóvel iriam morrer.

A esposa dele passando mal teve de receber cuidados médicos na UPA. O policial foi levado para a Central de Polícia. Uma arma calibre .40 foi apreendida com o militar.

O delegado de plantão flagranteou o PM sem direito a fiança. Agora o caso fica sob responsabilidade do juiz da custódia no Fórum Criminal.

Fonte: Rondoniaovivo

Facebook Comments