A Delegacia de Especializada em Crimes Contra a Vida de Ariquemes – DECCV deflagrou na manhã desta quinta-feira (13/08) a Operação denominada “DIONÍSIO”, fruto das investigações iniciadas com uma dupla tentativa de homicídio, mas que acabou por descobrir uma quadrilha de criminosos que cometiam estelionatos e homicídios em Rondônia. A operação teve como objetivo cumprir 10 mandados de prisão temporária e 23 mandados de busca e apreensão nos municípios de Ariquemes, Ji-Paraná e Vilhena.

O crime bárbaro que ceifou a vida do empresário José Leandro Almeida, de 47 anos, proprietário do Auto Posto Trevo em Ouro Preto do Oeste e atentou contra a vida do seu filho, Rafael Oliveira de Almeida, 23 anos, alvejado por dois disparos, ocorreu dia 10/06 deste ano, em um Lava Jato, localizado na Av. Tancredo Neves, em Ariquemes-RO.

Durante as investigações, a equipe da Delegacia de homicídios descobriu que o homicídio foi motivado para tornar segura uma série de estelionatos praticados contra a vítima, uma vez que o mandante estava adquirindo os combustíveis mediante a emissão de cheques sem fundo e a vítima havia descoberto há pouco tempo.

Alguns alvos além de estarem envolvidos no homicídio, também entraram no esquema de estelionato mediante a emissão de cheques sem fundo e na compra de combustível produto do crime (receptação).

No dia do delito, policiais apreenderam um dispositivo eletrônico que grava vídeo, analisaram os sistemas de câmeras das empresas circunvizinhas e descobriram toda a trama criminosa, no sentido de que D. M. X. teria encomendado o crime. O mesmo teria utilizado uma veículo marca VW/Amarok e uma dupla pilotando uma motocicleta também teria dado apoio. Ele mesmo atendeu a vítima em seu Lava Jato e planejou o “roubo que não deu certo”.

O nome da Operação DIONÍSIO faz referência ao deus grego do vinho, das festas e considerado o patrono do teatro desde a Antiga Grécia.

Fonte: PC-RO

Facebook Comments