PF deflagra operação Náufrago II em combate ao tráfico de drogas e à lavagem de dinheiro

0
173

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira, 10, a segunda fase da Operação Náufrago, para combater o tráfico interestadual de drogas e a lavagem de dinheiro, dando cumprimento a quatro mandados de busca e apreensão, que foram cumpridos nas cidades de Guarulhos/SP e Arujá/SP.

Além dos mandados de busca e apreensão, a 1ª Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho/RO decretou o sequestro e indisponibilidade de imóveis e veículos de luxo adquiridos pelas empresas do grupo com o dinheiro do narcotráfico. Nesta edição, um imóvel foi sequestrado em Arujá/SP. Os demais bens não foram localizados.

“O trabalho de investigação teve início em 2021 com a apreensão de 400kg de cocaína em Porto Velho/RO. A partir de então foram identificadas outras duas remessas de cocaína com destino ao estado de São Paulo, com a apreensão de 442kg em Guarulhos/SP e, a segunda, de 200kg, na capital paulista, com a prisão em flagrante dos envolvidos. 

Verificou-se que a droga era enviada de Porto Velho/RO para a Bahia, por intermédio de uma suposta empresa na região de Guarulhos/SP, utilizada para ocultação do patrimônio ilícito.

Na primeira edição da Operação Náufrago, realizada dia 30/11/2022, foram cumpridos 33 mandados de busca e apreensão, além de 19 mandados de prisão preventiva. Através da análise dos materiais apreendidos foi possível identificar o núcleo responsável pela lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de drogas, que atuava na grande São Paulo/SP.

O nome “Náufrago”, faz alusão ao termo utilizado pela organização criminosa na ocasião da apreensão da carga de cocaína a ser enviada através da logística portuária.

Fonte: PF