Operação da Polícia Federal mira corrupção na Secretaria de Estado da Agricultura

A Polícia Federal deflagrou na quarta-feira (11) a Operação Colheita Amarga, em combate ao desvio e apropriação de verbas públicas junto à Secretaria Estadual de Agricultura.

As investigações tiveram início no ano de 2018, a partir de notícia anônima endereçada à Gerência de Inteligência da Casa Militar da Governadoria do Estado, a qual apresentou relatório técnico à Polícia Federal.

Há indícios de envolvimento de servidores da Secretaria de Agricultura nos desvios de verbas que deveriam ser utilizadas para aquisição de produtos em
diversos municípios de Rondônia.

Até o momento, verificou-se que o crime era praticado de duas formas: através de sobrepreço na compra dos produtos, a fim de parte do valor ser desviado para o servidor envolvido, e também através de simulação de venda unilateralmente pelos servidores integrantes da organização criminosa, sem conhecimento dos produtores rurais.

Os crimes sob apuração são peculato e associação ou organização criminosa, cometidos por funcionários públicos do Estado de Rondônia em prejuízo do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Este programa é promovido pelo Governo Federal em parceria com Estados e Municípios para o enfrentamento da fome, da pobreza e o fortalecimento da agricultura familiar, através da aquisição direta de produtos fornecidos por pequenos agricultores, o que explica o nome da operação.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços nas cidades de Porto Velho/RO, Ariquemes/RO, Vale do Anari/RO e Colorado.

Fonte: Rondoniagora

Facebook Comments