O QUE POSTARAM DE IMPORTANTE OS PRINCIPAIS ATIVISTAS VIRTUAIS NO FACEBOOK

FACEDe crítico e político, todos nós temos um pouco. Embora alguns não sejam especialistas em assuntos como meteorologia, política, saúde, segurança, cada um dá seu pitaco ou defende ideias de acordo com suas convicções e interesses pessoais. No Facebook, o espaço mais democrático que já surgiu nos últimos tempos, internautas discutem, debatem e até chegam às vias de fatos virtuais, culminando até com a “morte” do debatedor num simples teclar no botão bloquear amizades. O +RO atento à estes debates e ao fato de que as redes sociais hoje já fazem parte do dia a dia do moderno cidadão, deu uma olhada nas principais postagens no universo de cinco mil contatos registrados.

 

JOSÉ OSMAR CAON

caon1O médico e militante do PSOL, José Osmar Caon, gaúcho residente em Porto Velho, postou o seguinte, no dia 4 de março de 2014: “Quero comunicar a todos que o administrador do Grupo Dignidade Médica me excluiu do grupo. Ele não suportou o diálogo político que estávamos travando, eu em defesa do PSOL, naturalmente. Aliás, diga-se de passagem, e especialmente para meus colegas médicos, amigos/as aqui no Face, que o PSOL/RO foi o único partido que nas eleições de 2010, para Governador, se definiu a favor da Carreira de Estado para a área da Saúde (médicos inclusive). Se o PT/PMDB (e o PSDB a seu tempo) tivessem dado a devida atenção ao Setor Saúde (Carreira de Estado) teríamos uma Saúde bem melhor do que se vê agora, sem precisar colegas cubanos”. 

MONTEZUMA CRUZ

monte1O jornalista paulista mais amazônida do Brasil. Montezuma Cruz, o Monte, mora em Brasília, mas, vira e mexe está em Porto Velho, Guajará, por aí, ouvindo e escrevendo histórias. O que ele postou hoje remete ao passado dele: “Quando eu era menino, catar algodão fazia parte do sonho de cada um. Convidei minha mãe para catar comigo: em três dias de serviço, eu e dona Luiza Caldieri Munhoz enchemos dois sacos e calejamos as mãos com espinhos. Felizes, sabíamos que o algodão, também conhecido por “ouro branco”, era a riqueza de Teodoro Sampaio (SP), onde também se produzia amendoim. Indústrias moageiras e fabricantes de óleo vegetal adquiriam a safra. Hoje, esse município do Pontal do Paranapanema, região extremo-oeste paulista, está repleto de soja e cana de açúcar. Vejo esta foto e perpetuo na memória o tempo feliz de aprendizado na cidade onde cresci. Cidade feita por nordestinos, por japoneses, espanhóis, portugueses, italianos e seus descendentes”.

PAULO ANDREOLI

pauloandreoli2Paulo Andreoli, jornalista e empresário (dono do site Rondoniaovivo), paulista radicado há mais de duas décadas em Porto Velho, postou o seguinte de mais importante: “Um amigo jornalista foi condenado em 2009 por ‘sugerir’ que o ex-prefeito Roberto Sobrinho estivesse envolvido em casos de corrupção. Atualmente, tem todos os bens penhorados e segue de cabeça erguida, como um bom ‘Combatente’ dos repórteres livres. Será que não cabe uma ‘ação rescisória’ diante dos fatos em evidencia em relação ao ex-prefeito? Força amigo….Se a coisa apertar, fala com o Gilson Nazif que ele te arruma uma cesta básica. Brincadeirinha. Algum advogado pode analisar o caso?”. 

JÚLIO DINON

juliodinon2O advogado atuante no Judiciário, Júlio Dinon, gaúcho radicado em Porto Velho, fez homenagem à mulher e aos filhos. “As mulheres brigam por 3 razões apenas: porque estão com raiva, porque estão com TPM e porque sim… Parabéns pra vocês nesse dia tão especial. Parabéns amigas do face pelo dia internacional da mulher! Vocês merecem ter esse reconhecimento de um dia especial que, a bem da verdade, representa todos os dias do ano”. 

 OCAMPO FERNANDES

ocampo1O museólogo e defensor intransigente do patrimônio público cultural do Estado de Rondônia, Antônio Ocampo Fernandes é natural de Guajará-Mirim (RO), radicado em Porto Velho. Ele concedeu ontem entrevista ao Fernando Gabeira, do Globo News. Foi o que ele postou: “Meu dia hoje foi coroado ao conhecer uma pessoa que sempre admirei, o ativista e jornalista Fernando Gabeira. Não pela entrevista, que vai ao ar pela Globo News, mas pela conversa que tivemos. Ele conhece a Madeira Mamoré como poucos, assim como Rondônia. Agradeço enormemente a TV Rondônia pela indicação e oportunidade”.

CARLOS HENRIQUE ÂNGELO

cha2O jornalista Carlos Henrique Ângelo, mineiro radicado em Porto Velho, dono do Blog do Cha, postou no dia 3 de março o seguinte, a respeito das enchentes do Madeira: “É lamentável, sob todos os aspectos, o que está acontecendo e parece que ainda vai acontecer muito mais em Porto Velho. Não sou vidente, nem tenho bola de cristal. Mas a lógica ensina que o pior ainda está por vir. O desastre é imenso e será ainda maior, naquilo que as autoridades tentam dissimular como “atípico”. Atípico é o cacete. Foi provocado irresponsavelmente por quem não está nem aí para quem vive aqui. Atípico? Com tanta água represada e tanto sol? Não é preciso ser vidente para saber que o transitório tende a se transformar em permanente”. 

 

MARCOS SOUZA

marcossouza2Jornalista, editor chefe no Rondoniaovivo, Marcos Souza é paulista radicado em Porto Velho e amante da cultura e da boa música. E foi sobre música sua melhor postagem da semana.  “Eu tenho discos e discos. Bandas e artistas na minha memória afetiva que fizeram parte da minha adolescência e quando ouço hoje – eu com 45 anos – percebo e sinto cada momento da emoção genuína de ter sido (e) levado por sons, música lapidada com paixão. Vini Reilly, líder da banda de um músico só, The Durutti Collumn, foi capaz de me deixar transtornado por me fazer enxergar poesia em solos e harmonia de sua guitarra com esse álbum de estreia – “LC” – recheado de clássicos como: “Sketch for dawn (1)”, “Never knows”, “The missing boy”… Lançado no comecinho dos anos 80 pela gravadora Factory – Fact n° 44 -, chegou no Brasil somente em 1987. Conta a lenda q Vini compôs e gravou as guitarras num estúdio caseiro na casa da sua mãe. Esse foi o disco q me fez esquecer por um tempo The Smiths, Echo & The Bunnymen, Lloyd Cole, Joy Division e The Jesus and Mary Chain. Impressionantes paisagens sonoras e um dos grandes discos da geração indie inglesa oitentista. Dá para ouvir o álbum na íntegra via Youtube”. 

 MARCO ANTÔNIO DOMINGUES TEIXEIRA

marcoantonioteixeira2O professor de História, Marco Antônio Domingues Teixeira é mineiro radicado em Porto Velho há décadas. Como todo bom historiador, ele postou a origem do Dia da Mulher, comemorado hoje 8 de março. “Por que 8 de março é o Dia Internacional da Mulher? As histórias que remetem à criação do Dia Internacional da Mulher alimentam o imaginário de que a data teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. Sem dúvida, o incidente ocorrido em 25 de março daquele ano marcou a trajetória das lutas feministas ao longo do século 20, mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a este acontecimento.  Desde o final do século 19, organizações femininas oriundas de movimentos operários protestavam em vários países da Europa e nos Estados Unidos. As jornadas de trabalho de aproximadamente 15 horas diárias e os salários medíocres introduzidos pela Revolução Industrial levaram as mulheres a greves para reivindicar melhores condições de trabalho e o fim do trabalho infantil, comum nas fábricas durante o período.  O primeiro Dia Nacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908 nos Estados Unidos, quando cerca de 1500 mulheres aderiram a uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país. No ano seguinte, o Partido Socialista dos EUA oficializou a data como sendo 28 de fevereiro, com um protesto que reuniu mais de 3 mil pessoas no centro de Nova York e culminou, em novembro de 1909, em uma longa greve têxtil que fechou quase 500 fábricas americanas”.

SÉRGIO RAMOS

sergioramos2O ativista virtual Sérgio Ramos, é um contestador da política petista e um defensor da não influência das usinas nas enchentes do rio Madeira. Desta vez, ele postou no Facebook o uso político da liberação de verbas federais para as vítimas das enchentes em Porto Velho. “OUVI NA VOZ DO BRASIL: GOVERNO FEDERAL E LIBERA 5 MILHÕES PARA RONDÔNIA. GENTE DE OPINIÃO: MARINHA RAUPP LIBERA 5 MILHÕES PARA RONDÔNIA. PERGUNTA: SÃO 10 MILHÕES PARA OS DESABRIGADO DE RONDÔNIA? OU OS 5 MILHÕES VÃO SE USADOS POR TODOS OS POLÍTICOS? SERÁ SE EU POSSO DIZER QUE ESTOU TAMBÉM LIBERANDO 5 MILHÕES? OS 5 MILHÕES NÃO, MAS ALGUNS REAIS, COM CERTEZA. AFINAL, ISSO FRUTO DE IMPOSTOS.  NESSE CASO, VOCÊ TAMBÉM PODE DIZER QUE ESTÁ LIBERANDO UMA GRANA PARA OS DESABRIGADOS DE RONDÔNIA E DO BRASIL”. 

Fonte: maisro.com.br

 

Facebook Comments