A escalação de Ibson, Pato e Emerson deram dor de cabeça para o técnico Mano Menezes. Após a derrota por 1 a 0 para o São Bernardo, neste sábado, no Pacaembu, o comandante prometeu que o Corinthians terá uma formação fixa e não um rodízio de jogadores. A princípio, ele quer ver qual é o sistema ideal para seguir no restante da temporada. Contra o Santos, mais mudanças…

– O Corinthians vai ter uma equipe definida, mas o tempo não dá para falar. Depende, tenho que ver o que vai acontecer. Mas na décima rodada mais ou menos tem que ter uma equipe bem definida para o restante do ano. Para chegar firme para jogos mais decisivos – disse.

– Temos somente três jogos até agora, é pouco. E não é possível jogar todos jogos com a mesma formação. Temos que continuar treinando essa situação. Quando o prejuízo for maior dentro de campo, a gente vai retirar. Mas é bem provável que volte o Uendel para a próxima partida e vamos manter aquilo que a gente fez até aqui e que deu o melhor resultado. É importante, mas a temporada, lá na frente, é mais. É melhor pagar agora para depois poder lucrar – completou.

Quando a pergunta foi se ele conseguiu tirar alguma coisa de positiva na fraca atuação da equipe, Mano conseguiu levantar alguns pontos que o deixaram mais satisfeito.

– A equipe vem crescendo fisicamente, jogou num ritmo forte até o final. Mas a gente precisa melhorar muito a criação das jogadas. Fizemos isso bem nos dois outros jogos. Mas o adversário fechou os lados em alguns momentos e temos que criar outras alternativas. Hoje isso ficou bem evidente – concluiu.

Fonte: Lancenet

Facebook Comments