Considerada uma das vias mais importantes de Porto Velho, a estrada do Belmont vem recebendo pavimentação asfáltica do Governo de Rondônia, por intermédio do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), que vem realizando a conclusão de cinco quilômetros de asfalto com qualidade e técnica. Até esse final de semana serão concluídos três quilômetros de asfalto.

A parte asfáltica iniciou aproximadamente há dois meses e vem avançando ancada dia. A obra é realizada por etapas, onde primeiramente, com a Gerência de Ações Urbanísticas (GAU/DER), está sendo tratada a sub-base, que é a parte de terraplenagem e, em seguida, a equipe da Usina de Asfalto passa a massa asfáltica.

Nesta semana, a equipe trabalha para conclusão de mais um quilometro de asfalto. “Hoje nós estamos dando continuidade a mais um quilômetro de capa asfáltica. E até o final do ano  a nossa meta é chegar até próximo ao posto de gasolina, concluindo assim os cinco quilômetros. As equipes estão trabalhando com horários estendidos e nos finais de semana e feriados”, esclarece o gerente da Usina asfáltica de Porto Velho, Emerson Santos da Silva.

O asfalto utilizado pela equipe do DER é o CBUQ (concreto betuminoso usinado a quente).  “E quanto à durabilidade do CBUQ tem uma vida útil bem maior, desde que ele seja aplicado e usinado dentro das técnicas necessárias. A norma que é utilizada é a do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte). Precisa usinar esse material dentro de uma temperatura mínima e máxima, e tem uma temperatura de aplicação in loco, aplicação no campo. Então, desde que sejam respeitadas essas normas, ele tem uma vida útil bem maior do que aquele conhecido como asfalto frio”, explica Emerson.

A obra tem o custo total R$ 4.296.104,210 de pavimentação e terraplanagem. E vem sendo executada com recursos, equipamentos, equipe técnica e mão de obra do Governo do Estado. Os trabalhos contam com o apoio do Exército Brasileiro.

“Estamos sendo elogiados e agradecidos por muitos moradores da localidade. É um resultado devido ao apoio que nós temos do nosso diretor geral, Elias Rezende e do governador coronel Marcos Rocha, que nunca deixaram de medir esforços para dar apoio e suporte necessário às equipes que estão avançadas nas frentes de trabalho”, finaliza o gerente da Usina asfáltica.

Fonte: Secom

Facebook Comments