Combustível só dá para hoje, quinta-feira

 

posot2

Moradores de Guajará-Mirim mandam informações para o resto do mundo via internet. A cidade está isolada. Até Guayaramerin, cidade irmã na fronteiriça Bolívia também está alagada e não pode socorrer. A gasolina acabou nas bombas. Falta água potável nas torneiras. Crianças estão pegando infecção devido ao consumo de água barrenta que sai das torneiras. Os supermercados estão vendendo gêneros alimentícios fracionadamente, para que todos possam comprar. A botija de gás está custando R$ 80 reais.

A cidade, com 40 mil habitantes, segundo informações, tem apenas 29 bombeiros militar. Em caso do rio Mamoré alagar a cidade, os moradores não terão facilidade em ser atendidos pelo Estado. Entenda-se como Guajará-Mirim também o município de Nova Mamoré com 30 mil habitantes.

Facebook Comments