Governo de Rondônia participa de reunião do Conselho da Suframa

O Governo de Rondônia participou nesta quinta-feira (21), do encerramento da 300° Reunião Ordinária do Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), que aconteceu em Porto Velho. A reunião foi presidida pelo secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, do Governo Federal, Carlos Jorge da Costa.

Na oportunidade, os conselheiros fizeram a avaliações sobre a pauta com 31 projetos industriais e de serviços, os quais preveem investimentos totais de R$ 7,95 bilhões, possibilitando a geração de 1.409 empregos na área de atuação da Suframa ao longo dos próximos três anos, sendo aprovada. Um recorde de investimentos comemorado por todos os gestores presentes ao evento.

Ainda na reunião, houve a assinatura de um memorando de empreendimento, que constitui objeto de cooperação técnica entre Suframa e Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), no tocante às atividades de disseminação da cultura de inovação e proteção da propriedade industrial da Amazônia Ocidental.

O uso desse sistema na região visa contribuir para a execução das ações da estratégia nacional de propriedade intelectual, estimulando também, registros de informações geográficas, com marcas coletivas dos produtos regionais, auxiliando com a estruturação produtiva, apoiando ainda o ecossistema regional de pesquisa de desenvolvimento e inovação.

O presidente do INPI, Cláudio Furtado, participou de forma remota, fazendo um breve discurso sobre o memorando. “Estamos fazendo um compromisso com esses estados de estarmos presentes, ajudando por meio do programa de tele-mentoria, produtores, cooperativas, pequenas e médias indústrias, e que façam junto ao Instituto, seus pedidos de registros”, ressaltou.

Para o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, do Governo Federal, Carlos Jorge da Costa, a reunião é um símbolo de importância de toda a região da Amazônia Ocidental e Amapá para a Suframa e para o Governo Federal.

O secretário disse que a reunião não marca somente o maior volume de investimentos da história da Zona Franca de Manaus, que é três vezes superior ao que já se conheceu neste governo. “É resultado de um trabalho árduo, focado em destravar, desburocratizar, diversificar, levando o desenvolvimento para outras regiões e direcionar, favorecendo as atividades que preservem o Meio Ambiente, usando mão-de-obra com materiais locais, além das vantagens competitivas que a região amazônica oferece”.

Durante seu discurso, o governador de Rondônia, Marcos Rocha, observou a preocupação do Governo Federal em fazer com que não somente a Zona Franca de Manaus em específico, mas, os demais estados que fazem composição, venham a se desenvolver. “Ao cooperar com essas ações, aumentamos nossos ganhos comerciais, baseados principalmente na integração política e na possibilidade de novas rotas para escoamento da produção”.

O chefe do Poder Executivo ressaltou que nas últimas duas décadas, Rondônia passou por profundas transformações econômicas e com a solidez fiscal, recebeu pelo terceiro ano seguido nota máxima na avaliação do Tesouro Nacional do Ministério da Economia. Os incentivos tributários oferecidos para atração de investidores, foram tão competitivos quanto o eixo Sul-Sudeste.

O gestor da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), general Algacir Antonio Polsin, pontuou que a reunião foi simbólica, com um investimento extremamente significativo, que foi de quase R$ 8 bilhões para os próximos três anos.

“Isso vem a reforçar a potência do Polo Industrial de Manaus a gerar expectativa de aumentarmos cada vez mais nossos empregos diretos e indiretos. Queremos focar não somente em Manaus, pela Zona Franca, mas também em outros municípios do Amazonas, no Acre e em Rondônia”, destacou Polsin.

O governador do Amazonas, Wilson Lima, acentuou que a reunião foi de extrema importância, reforçando a confiança do investidor na política do Governo Federal e também do governo local. “A gente vislumbra um horizonte muito positivo, sendo um resultado de um sinal que o Governo Federal tem dado por meio das ações do Ministério da Economia, e o secretário Carlos da Costa tem sido parceiro neste processo”.

A 300° Reunião Ordinária do Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), também contou com a participação do prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves; do presidente da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), Marcelo Thomé; do deputado federal coronel Chrisóstomo; do gestor da Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), Sérgio Gonçalves; do superintendente Estadual de Turismo (Setur), Gilvan Pereira Júnior; do prefeito de Boa Vista (RR), Arthur Henrique Brandão Machado; do vice-governador do Estado do Acre, Wherles Fernandes da Rocha; do general da 17° Brigada de Infantaria de Selva, Jorge Augusto Ribeiro Cacho; do governador do Amapá, Waldez Góes (forma remota); além da presença de demais órgãos governamentais e de dirigentes de entidades de classe.

Fonte: Secom

Facebook Comments