Governador anuncia chegada de mais uma remessa de vacina contra a Covid-19 neste domingo, 24

No início da noite deste sábado (23), durante transmissão ao vivo pela rede social, o governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, anunciou a chegada as dose das vacinas desenvolvidas pela Universidade de Oxford com a AstraZeneca, vinda da Índia. Antes de ser distribuído, a qualidade e a segurança do lote foram checadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), instituição responsável pela produção do imunizante no País. De acordo com o chefe do Executivo, o Estado está preparado para receber as vacinas e fazer a distribuição aos locais de armazenamento.

Durante o anúncio, o governador apresentou a atual situação de Rondônia, convocou profissionais da área de Medicina para atuar no combate ao novo coronavírus nas unidades hospitalares do Estado, bem como fez um apelo para que a população mantenha os cuidados de prevenção. Preocupado com os números de leitos vagos, durante todo dia deste sábado, a equipe de Governo entrou em contato com o Governo Federal, em especial com o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, em busca de soluções.

A pedido do Governo que está preocupado em salvar vidas, Pazuello prestou apoio para realizar a remoção de pacientes que estão na lista de espera de UTI e outros necessitados para hospitais federais existentes no Brasil, inclusive o comandante militar da Amazônia, general Estevam Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, colocou à disposição aeronaves para realizar a condução dos pacientes rondonienses.

A demanda de casos ativos começou a crescer muito em razão do contágio das pessoas e cada vez mais foi fazendo com que o Governo adotasse medidas para ampliar as condições de atendimento em Rondônia.

O número de leitos existentes anteriormente já foi superado em mais de 300%, além do mais o Estado promoveu apoio aos municípios de Ariquemes, Jaru, Ji-Paraná e Vilhena, que tiveram a iniciativa de criar leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para pacientes com Covid-19.

Ao citar o drama que vive a capital do Amazonas, o governador, coronel Marcos Rocha, informou que toda estrutura montada nas unidades hospitalares do Estado foi pensando, a principio, na população de Rondônia. Mas por questão de humanidade, o Governo não tem negado apoio às pessoas que chegam e pedem ajuda e que atualmente a rede pública de Saúde tem atendido pessoas do Estado vizinho. “Nossos leitos estão totalmente ocupados pelos rondonienses e por todos os brasileiros. Jamais vamos negar apoio à nossa população e irmãos de pátria”, acrescenta.

Além da estrutura montada pelo Governo do Estado, foi enfatizada a importância dos profissionais da área da saúde, que apesar de estar completa nas unidades hospitalares, a grande maioria de pessoal técnico, há uma profissão que está fazendo uma grande falta, que são os médicos. Por isso, o governador aproveitou a oportunidade e fez um apelo a esses profissionais. “Por favor, venha ajudar os rondonienses e nosso Estado para dar continuidade aos atendimentos. Temos leitos e estão faltando os senhores para poder ajudar os demais integrantes da equipe de saúde”.

Emocionado e preocupado com a saúde pública do Estado, o chefe do Poder Executivo, coronel Marcos Rocha, faz um pedido especial aos rondonienses para que ajudem a vencer a pandemia e que é importante que a população entenda a atual situação e não faça aglomerações e reuniões familiares neste momento.

“Não se permita contaminar as pessoas que você ama, pessoas importantes para sua vida. Precisamos estarmos juntos e fazer com que nosso Estado e País volte a ‘respirar’ com tranquilidade. E vivi essa doença e sei o quanto é ruim. Esse vírus já dilacerou muitas famílias e não escolhe se é homem ou mulher, negro, branco ou pardo, rico ou pobre, idoso ou jovem. Portanto, peço a ajuda de todos para não permitir que a doença avance”, falou emocionado, ao citar a perda de um amigo nos últimos dias.

No final, o governador agradeceu ao presidente da República, Jair Bolsonaro, ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello e toda sua equipe do Governo Federal, bem como ao comandante militar da Amazônia, general Theophilo pelo pronto atendimento e pela reunião ocorrida neste sábado.

Cumpre ressaltar, que o Estado tem trabalhado antecipadamente em todas as frentes e, antes mesmo dos primeiros casos da Covid-19, o Governo adquiriu insumos necessários e demais Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) tais como máscara, luvas, aventais, entre outros, além de adquirir um hospital de alvenaria, em vez de lona, para atender pacientes com Covid-19.

Fonte: Secom – Governo de Rondônia

Facebook Comments