Que a derrota para o Independiente del Valle por 5 a 0, na noite de quinta-feira, pela fase de grupos da Libertadores, não foi uma derrota qualquer para o Flamengo, todo mundo sabe. Mas os feitos negativos para a história do clube vão muito além do placar elástico.

O resultado se tornou a maior goleada sofrida pelo Flamengo na história da competição sul-americana. O placar elástico superou o revés rubro-negro no torneio para o Grêmio, no dia 26 de junho de 1984.

A partida foi realizada em Porto Alegre e marcou a abertura das semifinais da competição daquele ano.

Mas os ecos desastrosos da derrota não param por aí. Em 60 anos da competição, nunca antes um campeão vigente tinha sido derrotado por um placar tão elástico.

A goleada também colocou o torcedor rubro-negro frente a frente com uma derrota que não via há 11 anos: o flamengo não perdia por 5 a 0 desde o dia 14 de junho de 2009, quando foi atropelado pelo Coritiba no Campeonato Brasileiro.

Apesar da derrota histórica, ao fim do jogo, o lateral Isla tratou de levantar a cabeça.

– Creio que não há que dizer tanta coisa. O Independiente del Valle jogou uma grande partida. Têm as ideias muito claras. Tivemos duas ocasiões, mas eles tiveram muitas. Jogar no Equador é sempre difícil. Isso não termina aqui, ainda falta muito. Ninguém gosta de perder assim, mas temos que seguir trabalhando para melhorar e chegar à final da Libertadores.

Maior goleada sofrida pelo Flamengo tinha sido em 1984, para o Grêmio — Foto: Acervo O Globo

Maior goleada sofrida pelo Flamengo tinha sido em 1984, para o Grêmio — Foto: Acervo O Globo

Com a derrota, o Flamengo fica com seis pontos, na segunda colocação do Grupo A. O Del Valle soma 9 pontos e se isola na liderança. O time rubro-negro volta a campo na próxima terça-feira, contra o Barcelona-EQU, no Equador.

Fonte: GE

Facebook Comments