FECOMÉRCIO PROPÕE DISCUSSÕES PARA RECUPERAÇÃO DO ESTADO APÓS ENCHENTE

Rubens Nascimento, presidente da Fecomércio
Rubens Nascimento, presidente da Fecomércio

A Federação do Comércio de Rondônia está fazendo um chamamento para mais de 30 entidades, entre governamentais e não governamentais, além de representantes do Acre para discutir e viabilizar soluções para os inúmeros problemas deixados pelas enchentes ocorridas em vários municípios rondonienses e no Acre. O evento denominado de Reconstrução de Rondônia pós-cheia, acontecerá no dia 28, próxima segunda-feira, às 15 horas, no auditório do Aquarius Selva Hotel, em Porto Velho.

O objetivo do encontro, que será no formato mesa redonda, segundo o superintendente da Fecomércio, Rubens Nascimento, será o de encontrar soluções para os problemas agravados ou criados pela enchente e preparar as instituições sejam públicas ou produtivas para que em outras ocorrências não sejam surpreendidas. “Não queremos aqui fazer acusações sobre quem seja ou não responsável pelo desastre, mas encontrar soluções e promover a união visando o bem comum”, declarou.

De acordo com o superintende da Fecomércio os números exatos dos prejuízos ninguém sabe, mas estima-se que estes estejam na casa dos 3 bilhões e 500 milhões de reais, números que afetam a todos, seja o médio, o pequeno ou o micro comerciante ou até mesmo o informal com efeito dominó sobre toda a população atingida diretamente ou não pela cheia.

13-reconstrução-fecomércio-370x229Os trabalhos serão coordenados pela Fecomércio, que fará a mediação dos temas. Das discussões espera-se que sejam traçados planos estratégicos para a recuperação do Estado, bem como um planejamento para que se tenha soluções para questões que há muito esperam definições, como alternativas de rota além da BR 364, formação de hidrovias ligando os rios Madeira e Guaporé, entre outras que envolvam diretamente questões como o abastecimento a localidades que ficaram isoladas, em Rondônia e no Acre. – O problema não é só nosso, mas de todos, por isso é importante a participação de representantes do Acre, que sofreu com o desabastecimento e teve que fazer aquisições de alimentos e outros produtos no Peru; não é hora de atitudes ou soluções isoladas, mas no conjunto, porque as mesmas precisam atender a todos – , lembrou o superintendente da Fecomércio.

Segundo ele, o governo federal aguarda que sejam apresentados os números e as necessidades para que recursos sejam destinados aos Estados e municípios, que contribuirão para a reconstrução do que foi perdido. Os convites para as entidades já foram expedidos e a expectativa da direção da Fecomércio é que haja uma resposta positiva de 100 por cento dos convidados. “É um momento muito importante”, concluiu Rubens Nascimento.

Fonte
Texto: Alice Thomaz
Fotos: Daiane Mendonça

Facebook Comments