EX-TUCANO DEIXOU PSDB PARA APOIAR DE CORPO E ALMA A REELEIÇÃO DE CONFÚCIO MOURA

 

Secretário de Estado da Agricultura se desfiliou do PSDB
Secretário de Estado da Agricultura se desfiliou do PSDB

Assim como muitos deputados estaduais, prefeitos e vereadores estão aderindo à candidatura à reeleição de Confúcio Moura (PMDB), até tucanos estão em debandanda. Quando estava filiado ao PSDB, o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária, Evandro Padovani, foi alvo de críticas ao dizer que apoiaria a candidatura do governador Confúcio Moura (PMDB) à reeleição. Seus correligionários pressionaram-no para que deixasse o cargo no governo ou se afastasse da presidência do diretório do PSDB em Vilhena. Preferiu deixar o PSDB.

Na entrevista a seguir, concedida ao repórter Jovino Lobaz, do jornal FOLHA DO SUL, Padovani fala, entre outros assuntos, da sua saída do partido e da relação com os ex-colegas tucanos.
FOLHA DO SUL – Por que o senhor se desfiliou do PSDB?
EVANDRO PADOVANI – Foi por livre escolha e lealdade ao setor que represento e àqueles que me apoiaram. Foi a melhor opção, já que não serei candidato em 2014.
Quando aceitou o cargo de secretário no governo de Confúcio Moura, já sabia que isso implicaria em problemas com o PSDB?
Não há problema entre mim e os membros do PSDB. Se houve, já resolvi.
O que o fez mudar para o lado de Confúcio?
Eu não mudei de lado, pois já tinha votado no Confúcio no segundo turno das eleições em 2010. E votarei nele novamente.
E o que o senhor pensa sobre Expedito? Acredita que ele registrará candidatura?
É um excelente político. O registro de sua candidatura compete ao Tribunal Regional Eleitoral responder, mas se ele resolver a questão jurídica será um forte candidato.
Como ficou a sua relação com os membros do PSDB em Vilhena?
Tranquila. Eles sabem que sou de vestir a camisa, que tenho posição firme e não fico em cima do muro. Decidi sair do partido para deixá-los atuar livremente. Isso é democracia.
Como o senhor está se entendendo com o deputado estadual Luizinho Goebel (PV), principal responsável por sua nomeação na Seagri, que acena apoiar Expedito?
Cabe ao deputado Luizinho fazer sua escolha. Admiro-o muito. Merece a reeleição e terá meu voto em outubro.
O senhor se filiou ou pretende se filiar em outro partido?
Ainda não. Tive convites de várias legendas. Estou analisando-os. Mas filiação partidária é assunto para o futuro. Neste momento, meu foco é executar as metas da Seagri.
Quais as suas pretensões políticas para as eleições municipais de 2016?
Se for a vontade de Deus e do povo de Vilhena, estarei à disposição.

Fonte: Folha do Sul
Postado por: Dimas Ferreira
Autor: Jovino Lobaz

Facebook Comments