Além da pandemia do novo coronavírus, outra coisa que preocupa as autoridades médicas é o estoque dos bancos de sangue. Segundo a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia (Fhemeron), a doação de sangue caiu cerca de 50% em Rondônia. Antes da pandemia, em um dia tranquilo, cerca de 70 bolsas de sangue eram doadas, na última quarta-feira (1º) foram apenas 30.

Mesmo com as cirurgias eletivas suspensas temporariamente, a fundação segue preocupada já que muitos pacientes continuam necessitando de transfusões de sangue.

As urgências e emergências não têm como ser canceladas, precisamos ter um estoque para essas situações. Além dos pacientes que têm doenças que necessitam de transfusão a cada 30 dias.

“Temos que garantir esse estoque para que esses pacientes continuem vivendo”, explica a assistente social da Fhemeron, Maria Luiza Pereira.

Nesta quinta-feira (2) começou uma ação que traz esperança à Fhemeron. As Forças Armadas com representantes do Exército, Marinha, Aeronáutica, Polícia Militar e Bombeiros se reuniram para elaborar um calendário de agendamento de doações entre os militares.

“Amanhã já estão programadas que 15 pessoas do 5º BEC venham doar sangue. As pessoas não precisam ter medo. A Fhemeron está agindo conforme preconiza a Organização Mundial de Saúde (OMS), tomando todos os cuidados preventivos. Na sala de coleta há 10 cadeiras, mas fazemos o possível para ocupar no máximo seis, para manter o distanciamento recomendado”, explica Maria Luiza.

Faça seu agendamento

Para evitar aglomerações, a instituição fará agendamentos via telefone para quem deseja doar sangue. O horário de atendimento das 07h15 às 12h, sendo de segunda a sábado em Porto Velho e de segunda a sexta-feira no interior de Rondônia.

Veja lista de telefones para agendamento:

  • Porto Velho: 3216-2234/ 9 8464-0125 (WhatsApp)
  • Ariquemes: 3535-2658/ 9 9202-1434 (WhatsApp)
  • Ji-Paraná: 3421-1615 / 9 92871247 (WhatsApp)
  • Vilhena: 3321 5147 / 9 9240-6211 (WhatsApp)
  • Rolim de Moura: 3442-1328
  • Cacoal: 3441-0823

A Fhemeron ainda lembra que os doadores não podem estar gripados ou tomando algum tipo de medicamento. Também fica vedada doação de pessoas que viajaram recentemente ou tiveram contato com pessoas que estavam foram do estado.

Facebook Comments