Como forma de preservar o isolamento dos idosos, que compõem grupo de risco diante do novo coronavírus, a Prefeitura de Porto Velho, está disponibilizando equips para vacinar a população mais velha contra a gripe sem necessidade de que a pessoa saia do carro.

A partir de terça-feira (24), o caminhão de imunização atenderá como drive thru os grupos prioritários que estiverem passando de carro na sede da Semusa, que fica na rua General Osório, 81 , Centro, onde a imunização será feita diretamente com as pessoas nos carros, sem necessidade de descida.

A Secretaria Municipal de Saúde informa que, normalmente, a vacinação acontece em todas as unidades de saúde da Capital e dos distritos, além das associações, sindicatos e escolas. As unidades funcionam de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 18h, com exceção do Centro de Saúde Maurício Bustani que funciona até às 21h.

Conforme a assessoria, equipes também estarão realizando as imunizações nas escolas Jânio Quadros, rua Rosalina Gomes, nº 9991, bairro Mariana; EMEIEF Castanheira, rua 8 de Julho, nº 1960, bairro Castanheira; na Sede Social do Sindeprof (Clube – rua Milene Costa, entre Av. Amazonas e Rua Raimundo Cantuária, próximo à Escola Padrão). E na USF Caladinho, rua Tancredo Neves, 4752, bairro Caladinho, onde tendas foram montadas para atendimento do público no lado de fora da unidade.
Associação de Moradores do bairro Aponiã, próxima à unidade coordenada pela UBS Aponiã.

A campanha é realizada por fases. Nesta primeira está a população de idosos e profissionais de saúde. Os primeiros por serem os mais vulneráveis, e os profissionais por estarem na linha de frente na promoção da saúde pública. A campanha ainda inclui na segunda fase, que inicia no dia 16 de abril e será direcionada para professores de escolas públicas e privadas, os profissionais das forças de segurança e salvamento. Enquanto que a terceira fase, que terá início no dia 9 de maio, inclui crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade, servidores do sistema prisional,e os que têm de 55 a 59 anos. A campanha geral encerra no dia 22 de maio.

Fonte: Mais RO

Facebook Comments