Deputado exige explicações para áudios vazados de promotora de Justiça envolvendo seu nome

O deputado estadual Jair Montes (Avante) apresentou requerimento à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa solicitando explicações ao procurador-geral de Justiça, Aluildo Oliveira Leite, para a citação de seu nome em áudios vazados atribuídos a promotora de Justiça Aidee Maria Moser Torquato em um grupo de WhatsApp formado por delegados da extinta DRACO II/Cacoal. Na conversa, ela questiona se os agentes ouviram alguma conversa cruzada envolvendo o parlamentar e diz que depois explicaria o caso aos delegados.

 

“Ora é inconcebível que no atual estágio da nossa democracia, ainda existam vestígios de uma investigação seletiva, onde primeiro é escolhido quem será investigado, para somente após se buscar algo de irregular contra a pessoa”, entende o parlamentar. “Daí que reside a verdadeira gravidade no conteúdo do áudio, qual seja, investigação seletiva. A quem de fato interessa me investigar e ameaçar, e por qual motivo eu fui o escolhido dentre os vinte e quatro deputados estaduais vinculados a essa Casa de Leis? ”, pondera.

Os áudios em que Jair Montes é citado seriam de conversas vazadas do grupo de delegados que discute a Operação Pau Oco, cuja trama, divulgada pela imprensa envolveu até o ex-governador Daniel Pereira. A denúncia é alvo de inquérito do próprio Ministério Público e investigação interna do Tribunal de Justiça, já que os agentes envolveram o nome do seu presidente Walter Waltemberg.

Fonte: Decom-ALE/RO

Facebook Comments